Enfoque NT

Autores de Bom Sucesso reforçam marca apostando mais uma vez em fórmula consagrada

Triângulo amoroso é ferramenta constantemente utilizada em novelas da dupla

Autores de Bom Sucesso reforçam marca apostando mais uma vez em fórmula consagrada
Os autores Paulo Halm e Rosane Svartman - Divulgação/TV Globo

Publicado em 08/11/2019 às 06:16:10

Por: Thiago Forato

Os autores Rosane Svartman e Paulo Halm estão em alta com o desempenho da novela Bom Sucesso, rondando os 28 pontos na Grande São Paulo (cada ponto equivale a 200 mil telespectadores), recorrendo a uma técnica que tem sido infalível nos seus folhetins: o triângulo amoroso.

No universo da ficção, o recurso é constantemente usado, mas nem sempre é bem contado ou aceito. O sucesso ou fracasso de uma novela depende de um conjunto de fatores, e um deles está justamente aí, em como você conta determinada história, ainda que exista similaridade com outras, já que a estrutura folhetinesca de um triângulo segue uma premissa básica.

Os escritores de Bom Sucesso começaram a parceria nas novelas na temporada 2012 de Malhação, intitulada de Intensa como a Vida. A trama já abriu com um triângulo amoroso formado por Lia (Alice Wegmann), Dinho (Guilherme Prates) e Ju (Agatha Moreira).

A primeira, uma adolescente rebelde e que sofria com a distância da mãe, que vivia ajudando os mais necessitados pelo mundo afora. Dinho, um dos garotos mais populares do Colégio Quadrante e Ju, a melhor amiga de Lia.

O triângulo já estava formado aí. Ju se apaixonou por Dinho e logo iniciaram uma relação, mas o coração do rapaz sempre bateu mais forte por Lia. E a recíproca era verdadeira. Tais conflitos que deram sustentação à trama e a vários outros personagens em sua volta.

A rejeição ao mocinho Dinho, no entanto, impediu que o triângulo continuasse até o final. Os autores optaram por rifá-lo da história e justificaram com uma traição. Lia, obviamente, não aceitou e ganhou um novo namorado na reta final, Vitor (Guilherme Leicam).

Malhação: Sonhos

Na temporada 2014 da novelinha, também com a dupla Svartman-Halm, o triângulo ficou a cargo de Duca (Arthur Aguiar), que conseguiu despertar a paixão das irmãs Bianca (Bruna Hamú) e Karina (Isabella Santoni). Outro grande gatilho utilizado em triângulos amorosos são laços afetivos fortes entre uma das partes ou até graus de parentesco, aumentando os níveis de conflito.

Mais uma vez, no entanto, a fórmula não se sustentou até o final. Os autores logo viram a aceitação de Karina e Pedro (Rafael Vitti) e não deu outra: o casal Perina estava formado e até hoje é um dos mais lembrados da história recente de Malhação.

Totalmente Demais

Depois de Malhação, Rosane e Paulo partiram para as novelas mais nobres da Globo, iniciando em 2015 com Totalmente Demais. A história contou com o triângulo amoroso formado por Eliza (Marina Ruy Barbosa), Jonas (Felipe Simas) e Arthur (Fábio Assunção), que se sustentou até o final.

Além disso, os autores resgataram a clássica história da gata borralheira. Eliza vivia no interior do Rio de Janeiro com um padrasto que lhe assediava, e sonhava em mudar de vida.

No Rio, começou a trabalhar como florista ao lado de Jonas (se conheceram nas ruas) até ser notada por Arthur, dono de uma agência de modelos. A promessa era transformar a ruiva na garota Totalmente Demais.

Em meio ao trabalho de escultor de Arthur, Eliza se viu dividida entre os dois até o último capítulo da novela.

De um lado, seu primeiro amor, aquele que dividiu momentos difíceis na rua e teve uma paixão genuína. De outro lado, Arthur, quem lhe deu a mão, apostou nela e a transformou numa modelo de sucesso. Foi uma paixão mais gradativa, porém também verdadeira.

Venceu Eliza e Jonas.

Repetição da fórmula em Bom Sucesso

Na segunda novela da dupla na faixa das 19h, mais uma vez o triângulo amoroso ganha força. Desta vez, com Paloma (Grazi Massafera), Ramon (David Junior) e Marcos (Romulo Estrela).

Os autores se mostram especialistas em tratar disso sempre contando de diferentes maneiras, sem criar personagens maniqueístas. Ou seja, todos são humanos, com defeitos e qualidades.

Nas histórias de amor aqui listadas, um fato em comum: todos os personagens protagonistas desses triângulos amorosos contam com defeitos e qualidades. Sem vilões caricatos.

______________________________________________________________________________________________________________  

Thiago Forato é jornalista e escreve diariamente para o NaTelinha. Assina a coluna Enfoque NT desde 2011. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!