Reportar erro
Colunas

O atrativo dos programas ao vivo na televisão

Enfoque NT

956f1a2da09c6b75d0ab0351133ff60b.jpg
Divulgação/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 26/06/2014 às 22:00:15

Volta e meia, alguém sempre diz que o diferencial na televisão hoje em dia é o ao vivo. O programa no ar em tempo real. É claro que o ao vivo proporciona benefícios, mas também alguns ônus, como estar mais sujeito a erros e tropeços, coisa normal de televisão.

Nesta Copa do Mundo, a Globo está fazendo o "Caldeirão do Huck" e o "Esquenta!" em edições ao vivo. Ambos com uma duração curta, de 40 minutos entre os jogos. A espontaneidade ganha evidência e abre margem para improvisação e falhas, o que o telespectador até gosta de assistir.

Embora o "Esquenta!" tenha melhorado em sua edição, ainda não é nenhum primor. São horas gravadas e grande parte do material é descartado em virtude do volume de horas produzido. No ao vivo, como está durante parte do mês de junho e julho, a atração de Regina Casé ganha um elemento atípico. A própria Regina deve ter pensado o quão difícil seria produzir um "Esquenta!" ao vivo.

A promessa é de que se saia melhor no próximo domingo (29) com um tempo de arte maior. Será uma prova de fogo para toda a produção.

O "Caldeirão do Huck", com o mesmo tempo, também tem suas qualidades. Mas o programa de Huck teve uma primeira edição ao vivo em 2014 muito sofrível. O programa foi uma mistura de nada com coisa nenhuma. No máximo serviu como sala de espera para o próximo jogo, às 16h.

Plasticamente, tanto o "Caldeirão" quanto o "Esquenta!", são produtos bem polidos enquanto gravados. O que os torna, não raras vezes, em algo engessado. Mesmo o "Esquenta!" com toda aquela movimentação, acaba ficando refém do estúdio, e por vezes, o que melhor foi gravado, talvez nem vá ao ar.

Falando em ao vivo...

... o SBT tentará salvar o "Arena SBT" aos sábados, com edições ao vivo. Não é a solução dos problemas. De qualquer forma, o programa já nasceu fadado ao fracasso, e como esta coluna já disse anteriormente, é apenas questão de tempo para que dê espaço (mais) aos enlatados.


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_

Mais Notícias