Novidade da Globo é bom aquecimento para a Copa do Mundo

Confira mais uma análise da coluna "Território da TV"

Divulgação/TV Globo

Publicado em 08/04/2014 às 10:47:54

Por: Lucas Félix

12 cidades, 32 seleções e 1 país inteiro tendo que aprender sobre times que nunca ouviu falar antes. Ou alguém aí tinha ideia dos craques da Croácia antes da equipe de lá cair como nossa adversária na estreia do Mundial?

É por detalhes assim, que o público precisa conhecer e que acabariam ofuscados pelos preparativos em si nas vésperas da abertura que a Globo criou um espaço só para falar sobre a expectativa em torno da Copa do Mundo, o "Rumo à Copa", que estreou nesta madrugada e irá ao ar todas as segundas, depois do "Jornal da Globo".

E a ideia funcionou muito bem em sua estreia. Com as edições do "Globo Esporte" rede, Rio de Janeiro, São Paulo e do "Esporte Espetacular" em seus currículos, Cristiane Dias e Fernanda Gentil se mostraram muito bem no comando do almanaque televisivo sobre o maior evento esportivo do planeta. Ambas conseguiram destaque sem a necessidade de uma disputa para ver qual estaria mais em foco.

A ideia de um aquecimento para o Mundial além da cobertura dos telejornais já havia sido posta em prática com sucesso em 2010 durante o "Passaporte África", mas agora foi aprimorada e deixou o tom professoral para apostar no ritmo de entretenimento que coroou a "Central da Copa" também durante a disputa no país de Nelson Mandela.


Se atletas como Ronaldo surgiram em um VT com um bem sacado viral, em que a bola é repassada pela tela numa colagem de jogadas, o palco teve a presença de Arlindo Cruz, autor de um igualmente interessante samba “chiclete” que serve para decorarmos as equipes e seus respectivos grupos.

Mas o jornalismo não fica em segundo plano. Nos mesmos 25 minutos de estreia, tivemos ainda novidades sobre nossos adversários da primeira fase e um comparativo entre os desempenhos de Lionel Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo por suas equipes.

Na média de gols, o brasileiro saiu ganhando. Na madrugada, a Globo e o público também, com uma opção leve e informativa que hoje pode soar até como boba, mas já adianta o que estará na ponta de nossas línguas daqui a 65 dias.

 

No NaTelinha, o colunista Lucas Félix irá mostrar um panorama desse surpreendente território que é a TV brasileira.

Ele também edita o http://territoriodeideias.blogspot.com.br e está no Twitter (@lucasfelix)

 



COMENTÁRIOS