Polêmica

Expulsa de casa por ser bi e investigada pelo MPF: MC Mirella antes de A Fazenda 2020

Funkeira de apenas 22 anos tem histórico repleto de polêmicas

Expulsa de casa por ser bi e investigada pelo MPF: MC Mirella antes de A Fazenda 2020
MC Mirella é participante de A Fazenda 2020. Reprodução

Luana Benedito

Publicado em 26/10/2020 às 07:00:00

MC Mirella começou a temporada como uma das grandes apostas de A Fazenda 2020. A funkeira de apenas 22 anos tem um histórico repleto de polêmicas. A paulista já sofreu bullying na escola; foi expulsa da casa dos pais ao revelar a bissexualidade ainda adolescente; foi acusada de aliciamento e, por isso, investigada pelo Ministério Público Federal (MF) por suposto tráfico internacional de menor para fins sexuais. Na vida amorosa, a peoa viveu um relacionamento de superexposição midiática com o cantor Dynho Alves, ex-namorado de uma das suas melhores amigas.

A geminiana é colecionadora de milhões. Mirella é a participante que entrou com maior número de seguidores no reality show e assim se mantém, com quase 19 milhões de fãs no Instagram. O público da funkeira é majoritariamente composto por jovens. Por conta disso é considerada pelos outros peões como uma das mais fortes e com maior torcida no jogo. A cantora também tem diversos clipes produzidos pelo midas do funk, o Kondzilla, que contam com milhares de visualizações no Youtube.

Vida pessoal

Mirella Fernandez nasceu no dia 10 de junho de 1998, em São Caetano do Sul, na região metropolitana de São Paulo. A filha de Antonio Octávio Fernandez e Márcia Fernandez sofreu bullying na infância e no começo da adolescência no colégio em que estudava. “Falavam da minha sobrancelha, que eu tinha voz de gralha, Olivia palito“, desabafou a MC em um vídeo publicado no canal de Kondzilla.

continua depois da publicidade

Ainda na adolescência, a peoa viu nas redes sociais a oportunidade de resgatar a autoestima e passou a compartilhar fotos suas bem produzidas, o que agradou internautas e ela passou a ganhar muitos seguidores. Dessa forma, a cantora começou a trabalhar como modelo, fazendo propagandas para lojas de roupas.

Mirella passou a se interessar pelo funk aos 14 anos e iniciou no gênero musical como dançarina em videoclipes de diversos artistas, inclusive, foi nessa época que ela foi expulsa de casa pelos pais.

Bissexualidade e expulsão de casa

Aos 17 anos, a cantora assumiu a bissexualidade para a família e foi expulsa de casa pelos pais. Nessa época, Mirella chegou a morar na casa da namorada por nove meses “Foi um baque na época. Eu já estava querendo cantar funk, dançar funk, cheia de tatuagens e apareço com namorada. Eu acabei me relacionando com uma menina da escola”, contou em entrevista ao Superpop, da RedeTV!.

continua depois da publicidade

A expulsão aconteceu após uma discussão acalorada entre ela e o pai. Eles já fizeram as pazes e relação entre a família se resolveu, de acordo com a peoa.

Início da carreira

Nesta mesma época, Mirella começou a trabalhar como dançarina em clipes de funk. A peoa, inclusive, fez parte do elenco do vídeo de Bum Bum Tam Tam, de MC Fioti. No início da carreira, a cantora passou por algumas dificuldades financeiras. Sem o apoio dos pais e com o fim do namoro, ela foi morar em uma pensão com outras 10 pessoas na Zona Norte de São Paulo. A funkeira contou que macarrão instantâneo era rotina na sua alimentação por causa do baixo custo.

continua depois da publicidade

Trabalhando como dançarina, a funkeira conheceu os seus primeiros empresários, que viram um potencial na artista. Ela começou a fazer aulas de canto, posicionamento e gravou com os craques da música, como Konzilla. E a partir daí, veio o seu sucesso enquanto MC Mirella.

Namorada do ex da melhor amiga e ménage

Mirella namorou por quatro anos com Dynho Alves e chegou a noivar com o cantor. O relacionamento dos dois sempre foi bem exposto nas redes sociais. Em entrevista ao youtuber Matheus Mazzafera, o casal revelou como se conheceu. "Ela era amiga da minha ex-namorada. As duas saíam juntas para todos os lugares e eu não gostava", contou o funkeiro, na ocasião.

continua depois da publicidade

De acordo com Dynho, a cantora o chamou no WhatsApp logo após o término dele com a amiga dela. “Ela começou a falar um monte de coisa com a minha ex”, disse na entrevista. Mirella, então, o convidou para a casa dela e foi aí que o relacionamento dos dois iniciou.

Já durante o namoro com o cantor, a peoa entregou ao colunista Leo Dias que eles tentaram fazer um ménage à trois, mas não deu muito certo. “Quando ele chegou com ela, lembro que estava deitada na cama e fingi estar dormindo. Não queria nem saber. Quando acordei de manhã, a menina ainda estava ali na cama. Meu Deus! Eu fui embora na hora”, disparou Mirella ao colunista.

continua depois da publicidade


MC Mirella e Dynho. Reprodução

Investigada pelo MPF

Mirella passou a ser investigada pelo MPF por suposta prática de tráfico internacional de crianças e adolescentes para fins sexuais em abril do ano passado, após uma adolescente de 17 anos relatar nas redes sociais uma suposta conversa com a funkeira.

A conversa teria acontecido em novembro de 2017, quando a jovem ainda tinha 16 anos. Nos prints divulgados pela adolescente, Mirella teria oferecido até R$ 5 mil para que a adolescente passasse um final de semana "com um amigo", identificado como um empresário do Paraguai. A funkeira negou a denúncia e, à época, classificou como “absurdo”. Apesar da investigação, ela nunca foi acusada formalmente.

continua depois da publicidade

Mirella processou a Record antes de entrar em A Fazenda

Por causa do episódio, amplamente divulgado na mídia, a cantora pediu à Justiça que o R7, portal de notícias da emissora, retirasse do ar matérias publicadas em abril de 2019 sobre o seu suposto envolvimento às práticas de aliciamento de menores. A ação judicial aconteceu uma semana antes de Mirella entrar em A Fazenda 2020.

Além da Record, os advogados da funkeira também incluíram  SBT, Infoglobo, UOL, Terra, Catraca Livre e Jovem Pan no processo com objetivo de conter danos à imagem da artista.




Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!