Reportar
erro
Eleições 2022

William Bonner avisa à Globo que não quer mediar debate presidencial em 2022

Jornalista teria anunciado à direção da casa que não tem interesse em mediar os embates


William Bonner durante debate presidencial de 2018
William Bonner pode deixar mediação dos debates na Globo - Foto: Reprodução/Globoplay
Por Daniel César

Publicado em 01/04/2022 às 04:00:00,
atualizado em 01/04/2022 às 09:37:56

Não é de hoje que William Bonner vem apresentando cansaço em relação ao extenuante trabalho que realiza à frente do Jornal Nacional. O profissional informou à cúpula de jornalismo da emissora que não tem interesse em apresentar os debates eleitorais de 2022, durante a corrida para presidente. Embora oficialmente o canal trate como tudo igual e que o titular do principal jornal do país será o mediador dos embates entre os candidatos a presidente, não é bem assim e a emissora já busca até um plano B, isso porque ele deixou claro que sua decisão é com base no medo da perseguição que vem sofrendo.

O NaTelinha apurou que existe uma corrida nos bastidores do jornalismo da Globo depois que Bonner deixou clara sua resistência com a ideia de mediar os dois debates presidenciais em 2022. Ele já vem alegando há muito tempo cansaço e até chegou a dar entender que pretende se aposentar muito em breve

Acontece que William disse mais de uma vez que, desde 2018, com o crescimento do bolsonarismo, os ataques ao jornalismo profissional o deixaram muito tenso. Antes, um grande entusiasta das redes sociais, o jornalista chegou a abandonar o Twitter e acusar os usuários de lançar hate gratuito. O chefe do JN também já afirmou a Pedro Bial, durante o Conversa Com Bial em 2020, que passou mais de dois anos sem fazer nenhum programa de entretenimento, como ir ao shopping ou cinema porque era xingado por bolsonaristas.

Isso tem pesado nas decisões do profissional e ele comunicou à direção da emissora que não quer ser o rosto da Globo nas eleições 2022. Tudo é tratado de forma muito sigilosa, segundo uma fonte informou à reportagem, principalmente porque a família Marinho e Ali Kamel estão tentando convencê-lo a mudar de ideia a todo custo. Inclusive já houve uma promessa de que essa seria a última vez que Bonner mediaria um debate, mas por ora, ele segue irredutível.

Sem Bonner, Globo busca plano B

William Bonner avisa à Globo que não quer mediar debate presidencial em 2022

Ainda que ninguém cogite oficialmente que, de fato, William Bonner irá cumprir a promessa e não aceitará mediar os debates eleitorais para presidente, a Globo corre contra o tempo e já busca um plano B para o caso de não haver acordo. A partir daí, há alguns nomes que estão em alta nos bastidores da emissora e que poderão ganhar a oportunidade de substitui-lo. O apresentador do JN é o responsável por mediar os debates presidenciais do primeiro e segundo turno desde 2002.

Neste momento há três nomes que surgem como fortes indicados para o caso de Ali Kamel não convencer seu pupilo de voltar atrás e permanecer à frente do embate entre os candidatos a presidente. Em primeiro lugar aparece Renata Vasconcellos, considerada natural substituta, já que também é titular do principal jornal do país e experiente no trato com presidenciáveis, pois os entrevistou em 2018.

Além dela, a Globo considera dar uma oportunidade para César Tralli, que se destacou à frente do SP 1ª edição e sempre foi muito elogiado por sua firmeza com candidatos ao governo do estado de São Paulo. Atualmente ele assumiu o comando do Jornal Hoje e ganhou destaque nacional. Correndo por fora está Andreia Sadi, que é considerada o principal nome do jornalismo dos bastidores de política do país. Os três têm chance, mas a prioridade segue sendo Bonner.

Procurada, a Globo negou que exista plano B e afirmou que William Bonner irá apresentar os debates presidenciais em 2022. 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias