Reportar
erro
No Mais Você

Sandra Annenberg chora ao vivo com homenagem da filha: "Isso não se faz"

Filha Elisa vive e estuda nos Estados Unidos


Elisa sorrindo e Sandra Annenberg rindo
Elisa manda mensagem para a mãe Sandra no Mais Você - Foto: Reprodução/TV Globo
Por Redação NT

Publicado em 04/03/2022 às 10:30:08

Sandra Annenberg foi surpreendida ao vivo na manhã desta sexta-feira (4) no Mais Você. Falando sobre a carreira, a volta do Globo Repórter e até seu casamento com Ernesto Paglia, a produção mostrou um depoimento de sua filha Elisa, que vive e estuda em Nova Iorque. "Isso não se faz ao vivo", emocionou-se a jornalista.

De acordo com Sandra, a filha não falou nada que daria algumas palavras ao Mais Você. "Já está indo certinho no caminho de atriz", observou Fabrício Battaglini, falando sobre o desejo de Elisa de seguir a carreira artística.

"Você não me falou nada. As pessoas não acreditam que vocês não avisam a gente', encerrou Sandra, reiterando que não sabia acerca da homenagem da filha, que agradeceu pela mãe que ela é todo apoio dado nessa sua empreitada nos Estados Unidos e no sonho de seguir uma carreira de atriz.

A volta do Globo Repórter com Sandra Annenberg

Ainda no Mais Você, Sandra falou da volta do Globo Repórter de hoje, que mostrará as belezas de Baja Califórnia, região mexicana conhecida por suas belezas naturais e também cultura local.

Antes disso, a titular do jornalístico falou sobre a guerra na Ucrânia. Sandra tem avós paternos russos. "É inaceitável. São povos [russos e ucranianos] que se misturam há muito tempo, são culturas que convivem, ou conviviam em paz. E todos eles vieram pra cá na década de 30 fugindo do nazismo, anti-semitismo, de uma ditadura. E aí agora a gente vê isso acontecendo, e remonta aqueles dias. É uma tristeza muito grande."

"Eu acho que estou vendo [a guerra] como o mundo todo está vendo. Inaceitável essa guerra em tempos modernos. Não é assim que se resolve as coisas. Somos pessoas, seres humanos que a gente acredita que sejamos razoáveis. Não há justificativa pra isso acontecer. Uma nação soberana não pode invadir outra nação soberana", ponderou.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias