Reportar
erro
Exclusivo

BBB: Assustada com votação por mutirão, Globo estuda acabar com camarote em 2023

Direção da emissora tem colocado os prós e contras na balança


Participantes do Camarote do BBB 22
Globo estuda a possibilidade de acabar com os camarotes no BBB 23 - Foto: Reprodução/Globo
Por Daniel César

Publicado em 24/02/2022 às 04:00:00,
atualizado em 24/02/2022 às 09:57:15

A Globo encomendou uma pesquisa para identificar o perfil das pessoas que votam no Gshow para eliminar os participantes do BBB 22, e ficou preocupada com o resultado. O relatório mostrou que jovens, classe média alta, branco e mulheres são a imensa maioria dos votantes. Esse público tem como principal referência na formação de opinião sobre a temporada as redes sociais, o que pode prejudicar o resultado final. Por isso há uma discussão no canal para que não haja o grupo camarote em 2023.

Conforme apurou o NaTelinha, os famosos, mutirões e fã-clube estão possuindo força desproporcional em comparação com o chamado “telespectador de sofá”. Essa tendência tinha sido identificada em 2020, quando Manu Gavassi derrotou Felipe Prior. Na época, as redes sociais foram consideradas fundamentais para a vitória da atriz em cima do arquiteto. Em 2015, por exemplo, a direção da emissora tem certeza que a cantora não conseguiria levar a melhor.

Porém, não houve qualquer preocupação sobre o assunto por dois motivos: a pandemia estava no começo, então as pessoas estavam em casa. Consequentemente, qualquer análise estaria contaminada. No ano passado, Gil do Vigor e Juliette ganharam a simpatia da web e também do chamado “público do sofá”. O que dificultou um olhar mais aprofundado sobre o tema.

imagem-texto

A temporada 22 é um sucesso, mas passa longe de ter a mesma repercussão dos dois anos anteriores. A saída de Naiara Azevedo para Douglas acendeu o sinal de alerta. Isto porque os números mostraram que o ator se salvou pelo seu desempenho nas plataformas digitais, recebendo imenso apoio de apresentadores e atores.

A pesquisa encomendada fez com que a direção do canal se reunisse e colocasse todas as preocupações na mesa. Há muito medo que isso afaste o público do sofá com a permanência só dos queridinhos da web e prejudique as negociações com empresas que visam atingir “todos os telespectadores”.

Por isso há quem defenda o fim dos camarotes. Uma ala tem apontado um suposto discurso pronto de alguns artistas para evitar cancelamento. O chamado “BBB das relações”, “temos que jogar com o coração” e “briga não é entretenimento” apareceu com frequência na boca de brothers famosos, como Tiago Abravanel.

Esse comportamento foi considerado prejudicial, porque inibiu os pipocas, ainda mais quando famosos fizeram forte campanha para eliminar o participante Rodrigo do jogo.

Outra ala da Globo defende camarote e apresenta soluções para o BBB 23

imagem-texto

Apesar da pesquisa, há um forte grupo que é contrário o fim dos camarotes no BBB 23. A tese é que as situações que ocorreram no BBB 22 podem acontecer só com pipocas. O BBB 19 foi usado como exemplo, já que os ex-confinados pouco jogaram e as redes sociais tiveram papel fundamental para a vitória de Paula.

Por isso soluções foram entregues para o canal. Um deles é solicitar que artistas da emissora evitem declarar torcida para participantes do programa.

Também tem sido discutida a possibilidade de aumentar o prêmio do reality show. Outro ponto defendido é levar celebridades conhecidas por terem características explosivas e competitivas.

A Globo não bateu o martelo sobre qual providência. A direção do canal só tomará providências em relação ao assunto depois que a atual temporada terminar.


Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
TAGS:
Mais Notícias