Reportar erro
Explicação

Datena desabafa sobre morte de Marília Mendonça e culpa responsáveis por acidente

Jornalista soltou o verbo sobre motivo de queda de avião que vitimou cantora

Datena no Brasil Urgente; Marília Mendonça posada
Datena desabafa sobre morte de Marília Mendonça e culpa responsáveis por acidente - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 08/11/2021 às 17:10:30

Durante o Brasil Urgente desta segunda-feira (8), José Luiz Datena desabafou sobre o falecimento de Marília Mendonça, morta após o avião em que estava cair em Minas Gerais. O apresentador falou sobre a cobertura que fez sobre o acidente no programa e toda repercussão que o falecimento da artista teve no Brasil. O jornalista também culpou responsáveis pela queda da aeronave da cantora.

"A cabine estava inteira, o avião estava praticamente intacto para uma aeronave que cai. É muito resistente, mas a informação foi que o avião bateu na torre de alta tensão pois não tinha sinalização. Sabe por que não tinha sinalização? A Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) informou que ali não precisava ter sinalização porque estava a um metro pra cá de onde teria que ter sinalização", analisou.

"O que que custa pra Cemig colocar aquelas bolas amarelas, vermelhas ou alaranjadas em cima do fio. É por isso que esse país aqui a tragédia nunca tem nome, é sempre ilimitada. Em Mariana, o que que aconteceu com as pessoas que foram responsáveis lá? Nada! Aí depois aconteceu em Brumadinho, também não aconteceu nada (com os responsáveis). Isso que é triste demais", desabafou, relembrando do rompimentos das barragens de Mariana, em 2015, e de Brumadinho, em 2019.

Veja a partir do capítulo 15':

Avião que Marília Mendonça voava pertenceu à dupla Henrique & Juliano

A assessoria de imprensa de Marília Mendonça divulgou um comunicado, nesta segunda-feira (8), esclarecendo alguns fatos sobre o acidente do avião que causou a morte da cantora, de seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto Geraldo Medeiros Júnior e do copiloto, Tarciso Viana, na última sexta-feira (5) em Caratinga, Minas Gerais.

O avião da PEC Táxi Aéreo pertenceu à dupla Henrique & Juliano e foi vendido para a empresa em julho de 2020. A aeronave era do modelo C90A, número de série LJ-1078, pouso convencional 2 motores turbo-hélice. Os cantores eram muito próximos de Marília e estavam bastante abalados no velório da cantora. A dupla homenageou a artista cantando a música "Flor e o Beija-Flor" na cerimônia de despedida.

Os representantes de Marília explicaram ainda no comunicado por que divulgaram inicialmente que a cantora e os demais ocupantes estavam bem e tinham sido encaminhados para um hospital da região após a queda da aeronave.

"Em conhecimento do acidente, a assessoria de imprensa da artista buscou informações de fontes confiáveis. Estas informaram que estaria tudo bem e que todas as pessoas estavam sendo conduzidas ao hospital, somente para realizar procedimento padrão. Passados menos de 20 minutos, as mesmas notificaram a equipe sobre a fatalidade. A notícia foi repassada, primeiramente, aos familiares das vítimas. Vale ressaltar que todas informações foram disponibilizadas sempre baseadas em fontes confiáveis. Em nenhum momento o equívoco foi intencional, sempre prezamos pela ética profissional e moral".

 

Os velórios de Marília e o de Abiliceli, foram abertos ao público e aconteceram no sábado (6) no Goiânia Arena com a presença de fãs, familiares, amigos próximos e artistasMaiara & Maraisa, Henrique & Juliano, Jorge (dupla Jorge & Matheus), Mateus (dupla Mateus e Kauan), Luísa Sonza, Fernando (dupla Fernando & Sorocaba), Murilo Huff, Naiara Azevedo, Luísa (dupla Luísa & Murilo), João Neto & Frederico, Vitor & Luan, João Reis, pai de Cristiano Araújo. O cortejo contou com a presença dos ônibus de cantores em homenagem a Marília Mendonça.



Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias