Reportar erro
Reflexão

Neto cria teoria sobre pane no WhatsApp: "É armação dos caras"

Apresentador criticou as plataformas

Neto apresentando Os Donos da Bola
Neto falou sobre a pane das redes sociais - Foto: Reprodução/Band
Redação NT

Publicado em 05/10/2021 às 15:09:00,
atualizado em 05/10/2021 às 15:14:49

Nesta terça-feira (5), Neto afirmou no programa Os Donos da Bola que a queda do Facebook, WhatsApp e Instagram foi uma “armação” para que as pessoas percebessem que se tornaram dependentes das redes sociais. Na visão do apresentador da Band, essas plataformas são “piores que droga”.

"Deixa eu falar uma coisa só sobre o WhatsApp, esse negócio aí. O que mais parou aí? Instagram, Facebook. Deixa eu falar: isso é armação dos caras. Será que vocês não perceberam? Será que não viram que é armação para ver o quanto somos dependentes disso?", iniciou.

"Isso é pior que droga, é pior que cocaína, pior que crack, pior que bebida, pior que tudo. Será que vocês não perceberam que o mundo falou disso? 'Ah, mas o cara perdeu R$ 6 bilhões. Sabe quanto ele vai ganhar com o que a gente está usando agora? R$ 200 bilhões. Isso é tudo para enganar a gente. É um ponto de vista meu, meio conservador", acrescentou.

O comunicador declarou que aproveitou a pane nos serviços para dialogar com funcionários da Band que estavam usando em excesso as redes sociais. “Ontem, depois de 15 anos, eu conversei com as pessoas aqui, elas estavam conversando, sabe?”, relatou.

“O que eles fizeram foi para ver o quanto vocês são dependentes. Vocês acordam com isso, almoçam com isso, jantam com isso, fazem amor com isso, dormem com isso embaixo do travesseiro”, continuou.

"Eles fizeram isso para mostrar como o mundo é dependente disso e como sabem onde a gente vai. Você pensa: 'Quero comprar uma casa'. Vem dez casas para você comprar. 'Ah, eu queria contratar uma prostituta na Augusta', vem 200. 'Ah, eu queria comprar um tênis, vem 500 lojas. Será que vocês não perceberam isso? Os caras investigam nossa vida, tomam conta da nossa vida! Vamos parar de ser otário com isso. É importante? É. Mas não pode ser mais importante que almoçar com seu filho, conversar com sua esposa, conversar com seu amigo", completou.

Na segunda (4), internautas do mundo inteiro foram surpreendidos com as instabilidades das redes sociais de Mark Zuckerberg. Os aplicativos pararam de funcionar e muitas pessoas tiveram que encontrar outras alternativas, como o Google Duo, Telegram, Skype, SMS, Twitter, entre outros.

As redes sociais começaram a dar problema por volta de 12h e retornaram apenas às 19h. Não foi a primeira vez que isso ocorreu. Os três aplicativos caíram em junho deste ano, durante duas horas e meia. Na época, o Facebook relatou que a falha tinha sido causada por um ajuste de configuração.

Neto finaliza seu discurso

Para concluir seu raciocínio, Neto revelou que não gosta de usar o WhatsApp e declarou que as pessoas estão mais preocupadas em ficar horas nas redes sociais do que dialogar com os amigos e familiares que amam.

"Não manda WhatsApp para mim, eu não gosto. (...) Eles fizeram a gente ficar doente por causa disso. Estamos doentes por causa disso. Era isso que eu tinha para falar. Quem acha que não é, fica aí, esquece que tem filho, as pessoas não jogam mais bola. Quantas vezes você vai ver seu pai? Mas fica 10 horas no WhatsApp. Quantas vezes vai ver sua mãe?”, concluiu.



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias