Reportar erro
Luto!

Com 500 mil mortos pela Covid-19, Jornal Nacional muda abertura

William Bonner e Renata Vasconcellos vestiram preto em respeito às vítimas da doença

William Bonner e Renata Vasconcellos usaram preto no Jornal Nacional
William Bonner e Renata Vasconcellos usaram preto no Jornal Nacional em sinal de luto - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 19/06/2021 às 21:20:00,
atualizado em 19/06/2021 às 21:39:47

No início do Jornal Nacional deste sábado (19), ao invés da costumeira escalada com a música tema do noticiário, William Bonner e Renata Vasconcellos chamaram as notícias em silêncio. No destaque, os apresentadores anunciaram o triste número de 500 mil pessoas vítimas da Covid-19 registrado neste final de semana. Após a abertura do Jornal, também foi exibido um vídeo relembrando as vítimas. Bonner e Renata vestiam roupas pretas, em sinal de luto pelas pessoas que perderam a vida para a doença.

"É muito comum se ouvir aqui, os números falam por si, mas também é verdade que os números não dizem tudo. 500 mil vidas brasileiras perdidas na pandemia significam milhões de pessoas enlutadas pela ausência de um parente ou de amigo. Milhões!", comentou Bonner ao abrir o jornal.

O JN exibiu diversas matérias em relação a Covid-19, como críticas ao governo na demora em comprar vacinas, a aposta de remédios sem nenhuma eficácia no tratamento precoce da Covid, os exemplos negativos do presidente Jair Bolsonaro, entre outros assuntos.

Internautas reagiram a edição do Jornal Nacional deste sábado. Veja alguns exemplos:

Bonner quebra protocolo no Jornal Nacional

No início de junho, Bonner quebrou o protocolo e conversou com Renata em primeira pessoa. Em relato dirigido ao público, o jornalista contou que foi vacinado mais cedo e agradeceu aos profissionais de saúde que vem trabalhando na imunização dos brasileiros. O apresentador também fez apelo para as pessoas tomarem a segunda dose do imunizante.

"Eu tenho um compromisso mais pro fim do mês de agosto pra tomar segunda dose. Não sei se você sabe, mas eu já fui vacinado. Tomei a primeira dose da vacina, chegou a minha idade aqui no Rio de Janeiro. Foi uma experiência fantástica porque o carinho das pessoas que aplicam essas vacinas, a gente tem que ter um respeito e gratidão enorme por esses profissionais", disse Bonner.

Na sequência, o jornalista reafirmou que a terra é redonda, debochando de pessoas que acreditam que a terra seja plana. Ele também fez apelo inesperado.

"Obrigado a todos os profissionais. Gratidão enorme e desejo que milhões de brasileiros, o mais rapidamente possível, tenham acesso à vacina. A gente tem que pensar também numa outra coisa: que o mundo não é plano, é redondo. Ele gira. A medida que ele gira, ao longo do tempo, os médicos vão aprendendo", continuou.

"Eu estou dizendo isso porque esses médicos que aprendem muito estão insistindo que vocês devem tomar as duas doses da vacina. É esse recado que eu queria deixar aqui bem claro", disse o âncora. Bonner foi vacinado contra a Covid-19 no início de junho.



Mais Notícias