Reportar erro
Revolta

Miriam Leitão detona Bolsonaro: "Difícil conviver com tanta mentira"

Jornalista criticou o presidente na Globo

Miriam Leitão na Globo e Bolsonaro gargalhando
Miriam Leitão detona Bolsonaro no Bom Dia Brasil - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 10/06/2021 às 11:01:54,
atualizado em 10/06/2021 às 11:15:13

A jornalista Miriam Leitão detonou Jair Bolsonaro (sem partido) durante sua participação no Bom Dia Brasil desta quinta-feira (10). Ao vivo, ela comentou as declarações do ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, que depôs na CPI da Covid ontem (9) e se mostrou indignada com o comportamento do presidente, que insiste em duvidar das vacinas. "Não sei pra que tanta mentira. É difícil conviver com tanta mentira", bradou.

Sobre o depoimento de Elcio, analisou que foi mais um que fugiu dos fatos. Miriam ainda criticou o presidente por outras atitudes. "Ele faz uma coisa que presidente não deve fazer, que é fazer a defesa de empresas privadas que estariam querendo essa matéria-prima para produzir no Brasil. Foi um dos fatos que o coronel Elcio Franco entrou em contradição com o acontecimentos", disse ela.

"Os internautas mandaram vídeos que foram exibidos lá na CPI. Isso foi passado na CPI, dizendo que ele não compraria vacina da China. Não sei pra que tanta mentira. É difícil conviver com tanta mentira", criticou no telejornal da Globo.

A revolta de Miriam Leitão contra Bolsonaro

Na sequência, Miriam afirmou que a CPI tem documentos que mostram os ataques do governo à China e que só prejudicaram o Brasil no fornecimento de insumos e compra de vacinas. "Ontem esse filme se repetiu de novo", lamentou.

Um documento revelado pelo jornal O Globo mostrou que houve uma reunião do corpo diplomático brasileiro na China com executivos da Sinovac, onde eles pedem para que o Brasil pare de atacar o país. "E ontem o presidente Bolsonaro fez novo ataque, voltou a falar numa ida a Goiás para um culto. Ele voltou a falar dessa suposta guerra química. Voltou a colocar em dúvida a origem da pandemia", detonou.

"Mas além disso, ele levantou suspeita, fez uma afirmação falsa sobre a vacina. Disse que as vacinas são experimentais como cloroquina. Não são. As vacinas passam por todos os testes de comprovação científica e recebem aprovação da Anvisa. Todo dia é um ataque, uma falsidade, uma fake news. O tempo todo o presidente Bolsonaro se comporta assim", finalizou ela.



Mais Notícias