Reportar erro
Revelação

Adrilles revela distanciamento de Pedro Bial: "Entrou nessa onda de Bolsonaro genocida"

Ex-BBB confessou que amizade está estremecida

Adrilles durante o BBB
Adrilles confessa que amizade com Pedro Bial esfriou - Foto: Reprodução
Daniel César

Publicado em 06/06/2021 às 17:52:15

O ex-BBB Adrilles revelou na semana passada, durante participação no podcast Cortes do +1 que sua amizade com Pedro Bial estaria abalada. O funcionário da Jovem Pan falou do antigo apresentador do reality show da Globo ao ser questionado revelou que o jornalista chamou o presidente Jair Bolsonaro de genocida e, por isso, parou de responder o antigo amigo.

Questionado pelos apresentadores sobre qual o momento mais importante da sua vida e que ele tem orgulho, ele deu a notícia surpreendente. "Eu amo o Pedro Bial, não gosta mais de mim, pelo menos se afastou. Mas a amizade com ele foi muito bacana", confirmando ainda que sua participação no BBB foi muito importante e muito bacana, mas não toco na polêmica de Bial sobre a suposta entrevista com Lula.

Mas Adrilles revelou que os dois realmente eram muito amigos. "O Bial é um inglês. Ele visualiza minhas mensagens, mas não responde. O Bial me amava, me chama de irmão. Ele me procurou, ele falava comigo, a gente trocava figurinha, trocava livro, trocava ideia, a gente debatia sobre diversas coisas", disse em determinado momento do podcast.

Só que, por conta do posicionamento do ex-BBB sobre o governo Bolsonaro, a amizade teria sofrido problema. "Mas ele entrou nessa onda de Bolsonaro genocida. Um dia ele chegou pra mim 'você virou um defensor feroz desse genocida', aí eu falei, 'ah Pedro, é uma coisa meio infantil essa coisa'. Não é que ele brigou comigo, pela diferença de opinião ideológica, política, acho que até pela questão da Globo, porque a Globo vê hoje o Bolsonaro como nazista", disse.

Adrilles defende Bial

Mesmo após o suposto distanciamento que os dois tiveram, Adrilles seguiu defendendo o apresentador do Conversa com Bial. "Eu amo o Pedro profundamente, acho que ele se equivoca. A minha amizade por ele, a minha admiração, meu afeto, meu amor por ele, um cara que me ajudou muito, do ponto de vista intelectual, moral, afetivo, é um cara super doce, continua o mesmo", garantiu.

E ele encerrou ainda declarando que continuará com o mesmo pensamento sobre o ex-amigo. "Se ele não quiser falar comigo nunca mais, eu não vou deixar de gostar dele. Creio que ele é um dos maiores comunicadores do Brasil, uma das pessoas mais sensacionais, afetivas, generosas que eu já conheci".

Mais Notícias
Outros Famosos