Reportar erro
No Vem Pra Cá

Patrícia Abravanel trata homofobia como opinião e pede compreensão de LGBTQIA+

Apresentadora causou revolta nas redes sociais

Patrícia Abravanel no estúdio do programa Vem Pra Cá
Patrícia Abravanel faz discurso problemático no Vem Pra Cá - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 01/06/2021 às 12:07:52,
atualizado em 01/06/2021 às 14:27:16

No mês do orgulho LGBTQIA+, Patrícia Abravanel causou revolta ao fazer uma fala em que minimizou a homofobia e tratou o crime previsto em lei no Brasil como “opinião” e “conflito de geração”. A apresentadora ainda pediu compreensão da população LGBTQIA+ com os preconceituosos durante o programa Vem Pra Cá na manhã desta terça-feira (1º), no SBT.

Tudo começou quando a filha de Silvio Santos e Gabriel Cartolano repercutiam o vídeo com falas homofóbicas compartilhado por Caio Castro e Rafa Kalimann. Patrícia, então, decidiu dar seu parecer sobre a questão.

“Eu acredito que nós mais velhos, filhos de pais conservadores, a gente está se abrindo, mas eu acho que é também um direito das pessoas respeitarem, porque não concordar em discordar, entendeu?”, disse a apresentadora.

E ela prosseguiu: “A gente pode ter opiniões diferentes, eu e o Cartolano, mas tudo bem... Tudo é muito enfatizado, tudo muito é muito polemizado, tudo é muito... Eu não acho, por exemplo, que o Caio Castro e a Rafa são preconceituosos ou são homofóbicos... Eu acho, realmente, que eles foram educados de outra maneira”.

“Como os LGBTs, Y, H, não sei, querem o respeito, eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje não entendem direito e estão se abrindo para isso”, completou Patrícia.

Patrícia Abravanel diz que é difícil falar sobre o assunto 

Mãe de três filhos, ela falou sobre a dificuldade de falar sobre a diversidade sexual. "É difícil educar filhos e falar disso, sabia? Eu vou falar para todo o pessoal LGBT é muito difícil educar filhos e pensar ‘o que eu vou falar pro meu filho’, ‘como eu vou falar’... Porque a gente vem de um... A gente não sabe lidar.”

Por fim, Patrícia pediu compreensão dos LGBTQIA+ com quem, eventualmente, é preconceituoso. “Tem que ter respeito e compreensão, não massacre, nem o cancelamento. Não é por força, é por diálogo e conversa, é assim que a gente vai chegar num mundo sem homofobia.”

Gabriel Cartolano rebateu a fala de Patrícia. “Eu acho que quando você adota esse discurso do ‘sou contra, mas eu respeito’, você acaba segmentando mais ainda. Eu acho que...”. Mas, ele logo foi interrompido pela apresentadora que voltou a opinar sobre a questão LGBTQIA+.

O discurso da apresentadora causou revolta na web; confira algumas reações:



Mais Notícias