Reportar erro
Sem dar satisfação

Presidente da Loading bloqueia funcionários demitidos na web

Canal dispensou cerca de 60 funcionários nesta semana

Thiago Garcia posado para foto
Thiago Garcia bloqueou ex-funcionários da Loading nas redes sociais - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 28/05/2021 às 20:43:00,
atualizado em 28/05/2021 às 20:43:57

Nesta sexta-feira (28), o presidente da Loading, Thiago Garcia, andou bloqueando funcionários demitidos do canal nas redes sociais. Pelo menos foi isso que alguns profissionais que trabalhavam na emissora divulgaram no Twitter. Em uma das reclamações, uma ex-colaboradora alertou que não houve aviso oficial do canal sobre a alteração da grade. Ela ainda afirmou que não receberam nenhum posicionamento da emissora sobre a demissão em massa.

"Bom, posicionamento oficial da Loading não tivemos. Não teve e-mail, não teve call on-line, não teve reunião. NENHUMA declaração sobre a demissão em massa. Mas, em compensação, o CEO, Thiago Garcia, bloqueou eu e os outros funcionários da Loading no twitter", informou uma ex-funcionária da Loading.

Apresentadores e funcionários da Loading repercutiram sobre as demissões do canal e as alterações da grande, com o encerramento de programas ao vivo e inéditos. A informação foi revelada com exclusividade pelo NaTelinha. Nas redes sociais, alguns rostos conhecidos da emissora lamentaram sobre a mudança e falaram sobre o fim do canal.

"A jornada Loading chegou ao fim. Que equipe fantástica e disposta reunimos todos os dias para colocar entretenimento ao vivo, na TV aberta. Quantos momentos incríveis passamos juntos, não?", escreveu a apresentadora Fernanda Pineda.

"Gente, a Loading acabou. Recebemos essa notícia às 17h. Não tem mais. Obrigado a todo mundo que assistiu, interagiu, compartilhou. Estamos tentando absorver tudo o que aconteceu. Foi (e está sendo) muito louco. Obrigado, de verdade. Vocês mudaram minha vida", lamentou Felipe Goldenberg.

O colapso da Loading

 

Em menos seis meses no ar, o canal Loading irá encerrar suas produções inéditas e ao vivo, passando apenas reprises de animes e programas. Na tarde desta quinta-feira (27), a direção se reuniu com os funcionários da emissora para anunciar o término de programas inéditos e ao vivo. Com isso, quase 60 pessoas foram demitidas, conforme apurou o NaTelinha.

A justificativa do executivo Anderson Abraços na reunião é que a Kalunga, principal patrocinador da emissora, desistiu do investimento. A reportagem entrou em contato a assessoria de imprensa do canal, que ainda não se pronunciou sobre o encerramento das atividades inéditas na programação.

TAGS:
Mais Notícias