Reportar erro
Confusão

Daniela Lima tem ato falho e é detonada por bolsonaristas: "Inacreditável"

Jornalista tem sido criticada na web

Daniela Lima tem ato falho e é detonada por bolsonaristas
Daniela Lima foi criticada por bolsonaristas - Foto: Reprodução/CNN Brasil
Redação NT

Publicado em 27/05/2021 às 16:10:00

A apresentadora do CNN 360°, Daniela Lima, se tornou um dos principais assuntos das redes sociais nesta quinta-feira (27) ao ser detonada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. A jornalista cometeu um ato falhou ao falar que “infelizmente” tinha uma notícia boa para contar aos telespectadores do canal pago.

Tudo ocorreu quando ela se despediu do colunista Fernando Nakagawa e pediu para o público não mudar de canal. “Não saia daí porque agora, infelizmente, a gente vai falar de notícia boa, mas com valores não tão expressivos. Mercado de trabalho formal registrou um saldo positivo em abril, no mês passado, criação de mais de 120 mil empregos com carteira assinada”, declarou ela.

O uso do termo “infelizmente” teria sido para relatar que o mês de abril teve um saldo menor de vagas formais em 2021 e ficou abaixo da expectativa do mercado, que aguardava um desempenho de mais de 150 mil vagas, conforme relatou Nakagawa.

Mas os grupos bolsonaristas não entenderam desta forma e detonaram a jornalista. Um dos apoiadores do presidente que usou seu perfil do Twitter para demonstrar sua insatisfação com Daniela foi Luciano Hang, dono das lojas Havan.

“Inacreditável! Assista esse trecho de um dos jornais da CNN Brasil e tire suas próprias conclusões. A jornalista disse: ‘infelizmente vamos falar de notícias boas’. De que lado será que a mídia está? Eles querem pregar o terror e quanto pior melhor, você não concorda?”, postou ele.

Confira a repercussão nas redes sociais:

CNN Brasil x Bolsonaro

O repórter Pedro Duran, da CNN Brasil, foi hostilizado durante o ato do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) com apoiadores no último domingo (23), no Rio de Janeiro. O jornalista precisou deixar o local escoltado por policiais militares, que o levaram até uma viatura para que ele saísse em segurança da manifestação.

Os manifestantes bolsonaristas xingaram o jornalista e o canal do notícias, com expressões como  “vagabundo”, “lixo” e “CNN Lixo”. A emissora paga soltou uma nota de repúdio contra os ataques e ressaltam a importância da liberdade do jornalismo.

“Acreditamos na liberdade de imprensa com um dos pilares de uma sociedade democrática. Os jornalistas têm o direito constitucional de exercer sua profissão de forma segura, para noticiarem fatos, dentro dos princípios do apartidarismo e da independência”, disse a emissora.



Mais Notícias