Reportar erro
Na Justiça

Sindicato denuncia Record no MP por gravações de Gênesis na pandemia

Organização afirma que emissora não segue protocolos de segurança contra o coronavírus

Logo Gênesis
Atores de Gênesis foram diagnosticados com a Covid-19 - Foto: Reprodução
Thomaz Rocha, com Sandro Nascimento

Publicado em 14/04/2021 às 20:45:00,
atualizado em 14/04/2021 às 20:49:34

O Sindicato de Artistas e Técnicos de São Paulo (Sated-SP) entrou com representação na Justiça contra a Record nesta semana. A organização denunciou que o canal vem desrespeitando os protocolos de segurança contra a Covid-19 durante as gravações de Gênesis, a novela da emissora, gerando riscos para os artistas que trabalham na produção bíblica. O canal retomou as filmagens da trama desde a última segunda-feira (12).

Segundo o sindicato, a chance de proliferação da doença é maior, já que a Record não seguiu com a paralisação das gravações do folhetim, por causa do crescente número de casos de contaminação nas últimas semanas, o pior índice desde o início da pandemia.

"O Sated-SP entrou com representação contra a TV Record no Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro denunciando desrespeito às normas sanitárias e risco a saúde pública e dos trabalhadores por conta da não paralisação da gravação da novela Gênesis", afirmou o sindicato em seu perfil nas redes sociais.  Procurada pela reportagem, a emissora não se manifestou sobre a denúncia do  Sindicato dos Artistas. Caso se posicione, a matéria será atualizada.

A Record até suspendeu a produção de Gênesis na semana passada, mas as gravações já voltaram a todo vapor no Rio de Janeiro desde segunda-feira. O NaTelinha já havia noticiado que o elenco da trama está sofrendo um surto de Covid-19. Nos últimos dias, ao menos oito atores foram diagnosticados positivos. O clima é de revolta e medo.   

 

Atores de Gênesis se infectaram com a Covid-19

Na última semana, a Record testou o elenco de Gênesis para recomeçar as gravações da novela, mas isentou do protocolo a equipe de produção da trama. Entre os atores, está ocorrendo um surto e pelos menos oito contraíram a Covid-19. Os profissionais foram afastados das filmagens e suas cenas foram reagendadas.

NaTelinha apurou que na semana que a Record optou em paralisar as gravações de Gênesis, ocorrida no dia 31 de março, um ator testou positivo dois dias após filmar cenas de beijos e contracenar com colegas que pertencem ao grupo de risco, acima de 60 anos, e ainda não vacinados.

Artistas ouvidos pela reportagem, que solicitaram anonimato, se mostraram indignados e assustados pela forma que emissora e a produtora Casablanca, responsável pelas gravações, estão gerenciando os trabalhos durante a pandemia. Além disso, frisam que a segurança da saúde dos profissionais da trama deveria ser a prioridade neste momento. O casting da trama bíblica já recebeu os roteiros e o cronograma de trabalho a partir de segunda-feira.

Os testes realizados pela Record para diagnosticar o vírus estão ocorrendo de 15 em 15 dias, período considerado longo nos bastidores. Existem rumores de que procedimentos mais rigorosos seriam acatados neste retorno ao trabalho, mas oficialmente nada foi passada para equipe.

Profissionais do elenco também destacam que a produtora e a Record estão ignorando seus próprios protocolos de segurança contra a Covid-19 e que distribuído para toda equipe no início da pandemia. O NaTelinha teve acesso ao informativo interno. Intitulado “Planejamento de retomada das atividades”, o documento diz que as filmagens de Gênesis seriam suspensas quando o estado do Rio de Janeiro estivesse em fase vermelha.

De acordo com a 25ª atualização da secretaria de saúde do Estado do Rio de Janeiro, ocorrida na última sexta-feira (09), a região está na fase roxa, classificação que indica um cenário de contaminação mais grave que a vermelha. Cada bandeira representa um nível de risco: roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).

 A Record é a única emissora brasileira que manteve as gravações de novelas num momento que o país enfrenta uma das suas piores crises sanitárias. A Globo suspendeu as filmagens de todos os folhetins do dia 23 de março até 19 de abril, conforme antecipado em primeira mão pelo NaTelinha, e optou por reprises em todas os horários. Internamente, seus funcionários acreditam que o canal carioca possa ampliar o período de suspensão.

“Neste momento em que o Brasil enfrenta o pior momento da pandemia, a transmissão do vírus em alta exige rigor máximo no distanciamento social e todos os protocolos de segurança, que são muito difíceis de praticar no trabalho de produção de dramaturgia”, informou a Globo em comunicado à imprensa.

O SBT também optou e cancelar as filmagens de suas novelas inéditas e só deve retomar em 2022. Procurada, a assessoria de comunicação do canal confirmou que a dramaturgia só voltará quando o número de casos de Covid-19 cair em todo o país e ainda acrescentou: “O ideal é que todos da faixa etária do elenco da novela estejam vacinados”.

Mais Notícias