Reportar erro
Companheiros?

Em entrevista para Reinaldo Azevedo, Lula detona a Lava Jato e agradece dono da Band

Ex-presidente participou do programa O É de Coisa

Lula (à esquerda) e Johnny Saad (à direita) em foto montagem
Lula elogiou Johnny Saad - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 01/04/2021 às 19:15:00,
atualizado em 01/04/2021 às 19:26:34

O ex-presidente Lula, em entrevista ao programa O É da Coisa da BandNews, nesta quinta-feira (1°), agradeceu Johnny Saad, presidente do Grupo Bandeirantes. O petista gostou da atitude do executivo em ser contrário ao comportamento da Lava Jato em relação às ações contra as empresas. Em conversa com Reinaldo Azevedo, o político afirmou que o brasileiro se “acovardou”, porque ele considera que a sociedade não enfrentou a operação da Polícia Federal.

“Quero até agradecer ao Johnny Saad. Ele foi o único empresário, em todo esse cinco anos de tortura, que no programa da Bandeirantes, dia 24 de junho de 2019, ele fez um pronunciamento que era possível combater a corrupção sem precisar destruir as empresas e empregos”, afirmou Lula.

“Eu cansei de falar aos empresários que eles precisavam defender as empresas e os empregos. A verdade é que a sociedade brasileira se acovardou. Eu nunca vi tanta gente covarde que não teve coragem de defender os empregos dos trabalhadores que foram vítimas e que não cometeram nenhum erro”, acrescentou.

Em 2019, Johnny participou de um evento realizando pelo canal BandNews com empresários brasileiros. Na época, ele afirmou que o combate à corrupção não pode “destruir empresas nacionais”. “A elite que está aqui sentada, com o Poder Judiciário, com o poder Legislativo, com a CGU, tem instrumentos para que possa se revolver isso”, disse o executivo na ocasião.

“Nenhuma das empresas internacionais que se envolveu no escândalo da Petrobras ou em outros escândalos foi destruída. Penalize quem fez, mas não se penalize a empresa”, completou Saad.

Confira a repercussão da fala de Lula na BandNews:

 



Mais Notícias