Reportar erro
F1 na Band

Sérgio Maurício sobre Fórmula 1 fora da Globo: "Quase perdi meu coração"

Band contrata o narrador e monta equipe de ex-globais para a cobertura da Fórmula 1

Sérgio Maurício posando para fotos com logo da Band ao fundo
Sérgio Maurício na Band para narrar F1- Foto: Divulgação - Band
Leandro Lel Lima

Publicado em 04/03/2021 às 13:45:43,
atualizado em 04/03/2021 às 14:17:01

Depois de quase 30 anos narrando Fórmula 1 e outras competições no SporTV e CBN, do Grupo Globo, Sergio Maurício foi contratado pela Band e efetivado como narrador oficial da competição adquirida recentemente pelo Grupo Bandeirantes, para TV aberta, BandSports, BandNewsFM e demais plataformas. Ao saber que a modalidade não seria mais exibida na Globo, o narrador afirmou: “Sinceramente, eu quase perdi um pedaço do meu coração”.

Para o profissional, a oportunidade de narrar em TV aberta dada pela emissora paulista é a realização de um sonho de infância, em especial por contar com 23 corridas, fato inédito na história do esporte, no calendário 2021 com estreia para 28 de março com o GP do Bahrein. “Quando eu recebi o convite da Bandeirantes foi uma das coisas mais felizes da minha vida. Uma mudança fantástica na minha carreira. Um caminho natural, eu queria que tudo isso acontecesse. Estou muito feliz e ansioso para a nossa estreia”, contou ele durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (4) pela Band.

Dono do bordão “No capricho!”, Maurício declarou que seu processo de preparação é muito simples, pois acompanha diariamente notícias de todas as modalidades: “Trabalho com o que eu gosto e me pagam por isso. Meu preparo é diário”. Sérgio não descartou participar de ações de merchandising na Band: "Se eles me derem o Ok, estou livre, mas sempre com uma determinação da Bandeirantes”. 

Durante o lançamento da Fórmula 1 em nova casa, o narrador destacou o empenho da Band e dos colegas, Reginaldo Leme, Mariana Becker, Felipe Giaffone e Max Wilson, que estarão ao seu lado em todas as coberturas e também nos programas especiais sobre o esporte como treinos, entrevistas e a tão esperada subida ao pódio.

Após 41 anos, a Fórmula 1 retorna à Band

Sérgio Maurício sobre Fórmula 1 fora da Globo: \"Quase perdi meu coração\"

Sergio também foi elogiado pelo experiente Reginaldo Leme, que conta com mais de 40 anos cobrindo Fórmula 1, contando com as narrações de Luciano do Valle (1947 – 2014) e Galvão Bueno. Leme garantiu que a Band fará uma grande cobertura até por conta de seu histórico dedicado ao esporte. Vale lembrar que a F1 começou na emissora há 41 anos. “Existe um desejo de fazer uma transmissão mais ampla e acredito que na Band terei a oportunidade de mostrar a minha vivência de 47 anos nesta área”, apontou.

Mariana Becker afirmou estar muito feliz por seguir com seu trabalho, agora na Band, e com possibilidade de realizar ações publicitárias. E relembrou um perrengue ao entrevistar o piloto Nico Hulkenberg em uma pré-temporada da F1. Antes da entrevista, ela tomou sonífero em vez de probióticos. “Tentei prestar atenção no que ele falava, foi um desespero. Ele pensou que eu estava louca.” Sobre a cobertura, Becker quer ir além das reportagens: “A ideia é despertar o interesse não só das pessoas que entendem da modalidade, como também de quem não conhece e pode começar a se apaixonar”.

Na Band, a Fórmula 1 terá como patrocinadora master a Claro, enquanto outras cinco cotas estão sendo negociadas. Estima-se que o Grupo Bandeirantes fature R$ 120 milhões com as transmissão da modalidade. O contrato com a Liberty Media vale para 2021 e 2022.

Mais Notícias