Reportar erro
F1 na Band

Sérgio Maurício sobre Fórmula 1 fora da Globo: "Quase perdi meu coração"

Band contrata o narrador e monta equipe de ex-globais para a cobertura da Fórmula 1

Sérgio Maurício sobre Fórmula 1 fora da Globo: "Quase perdi meu coração"
Sérgio Maurício na Band para narrar F1- Foto: Divulgação - Band

Leandro Lel Lima

Publicado em 04/03/2021 às 13:45:43,
atualizado em 04/03/2021 às 14:17:01

Depois de quase 30 anos narrando Fórmula 1 e outras competições no SporTV e CBN, do Grupo Globo, Sergio Maurício foi contratado pela Band e efetivado como narrador oficial da competição adquirida recentemente pelo Grupo Bandeirantes, para TV aberta, BandSports, BandNewsFM e demais plataformas. Ao saber que a modalidade não seria mais exibida na Globo, o narrador afirmou: “Sinceramente, eu quase perdi um pedaço do meu coração”.

Para o profissional, a oportunidade de narrar em TV aberta dada pela emissora paulista é a realização de um sonho de infância, em especial por contar com 23 corridas, fato inédito na história do esporte, no calendário 2021 com estreia para 28 de março com o GP do Bahrein. “Quando eu recebi o convite da Bandeirantes foi uma das coisas mais felizes da minha vida. Uma mudança fantástica na minha carreira. Um caminho natural, eu queria que tudo isso acontecesse. Estou muito feliz e ansioso para a nossa estreia”, contou ele durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (4) pela Band.

Dono do bordão “No capricho!”, Maurício declarou que seu processo de preparação é muito simples, pois acompanha diariamente notícias de todas as modalidades: “Trabalho com o que eu gosto e me pagam por isso. Meu preparo é diário”. Sérgio não descartou participar de ações de merchandising na Band: "Se eles me derem o Ok, estou livre, mas sempre com uma determinação da Bandeirantes”. 

Durante o lançamento da Fórmula 1 em nova casa, o narrador destacou o empenho da Band e dos colegas, Reginaldo Leme, Mariana Becker, Felipe Giaffone e Max Wilson, que estarão ao seu lado em todas as coberturas e também nos programas especiais sobre o esporte como treinos, entrevistas e a tão esperada subida ao pódio.

Após 41 anos, a Fórmula 1 retorna à Band

Sergio também foi elogiado pelo experiente Reginaldo Leme, que conta com mais de 40 anos cobrindo Fórmula 1, contando com as narrações de Luciano do Valle (1947 – 2014) e Galvão Bueno. Leme garantiu que a Band fará uma grande cobertura até por conta de seu histórico dedicado ao esporte. Vale lembrar que a F1 começou na emissora há 41 anos. “Existe um desejo de fazer uma transmissão mais ampla e acredito que na Band terei a oportunidade de mostrar a minha vivência de 47 anos nesta área”, apontou.

Mariana Becker afirmou estar muito feliz por seguir com seu trabalho, agora na Band, e com possibilidade de realizar ações publicitárias. E relembrou um perrengue ao entrevistar o piloto Nico Hulkenberg em uma pré-temporada da F1. Antes da entrevista, ela tomou sonífero em vez de probióticos. “Tentei prestar atenção no que ele falava, foi um desespero. Ele pensou que eu estava louca.” Sobre a cobertura, Becker quer ir além das reportagens: “A ideia é despertar o interesse não só das pessoas que entendem da modalidade, como também de quem não conhece e pode começar a se apaixonar”.

Na Band, a Fórmula 1 terá como patrocinadora master a Claro, enquanto outras cinco cotas estão sendo negociadas. Estima-se que o Grupo Bandeirantes fature R$ 120 milhões com as transmissão da modalidade. O contrato com a Liberty Media vale para 2021 e 2022.

Mais Notícias