Reportar erro
Desabafo

Sikêra Jr lamenta falta de trabalho para artistas do Carnaval: ''Não sei o que dizer''

Apresentador disse que a classe é a que mais sofre com pandemia

Sikêra Jr
"Eu não sei o que dizer", disse Sikêra Jr. Foto: Reprodução/RedeTV
Redação NT

Publicado em 12/02/2021 às 20:00:45

O apresentador do Alerta Nacional, Sikêra Jr, fez um desabafo no ar sobre a situação dos profissionais que dependem do Carnaval para trabalhar, como artistas, técnicos, engenheiros, integrantes de banda, locadores de estruturas para shows e vendedores de alimentos. No programa desta sexta-feira (12), exibido pela RedeTV!, ele disse não saber o que dizer ou recomendar para essas pessoas, apenas torcer para que a cura da Covid-19 e a vacina cheguem logo.

O discurso iniciou após mostrar uma reportagem policial do Recife. “Aos artistas de Recife, que costumam nessa época faturar, sobreviver, e não é só o artista, aquele que brilha no palco, não. É aquele artista que está lá por trás, carregando a caixa de som, puxando cada metro de fio, levantando cada lâmpada para iluminar o artista e o povo. Recife, Bahia, Fortaleza, Ceará, todo o Brasil, neste momento, eu sei e entendo, e não sei o que fazer, não posso fazer nada. Eu lamento por vocês. Um ano sem trabalho é para quebrar qualquer um”, disse.

“Vocês vão ouvir eu falar isso repetidamente muitas vezes: que a cura venha, que a vacina venha. Porque o artista que ganha muito dinheiro ele tem a gordurinha. Ele vai lá e consegue sobreviver sem muitos "luxos". Mas e o carregador de caixa de som? E o iluminador que aprendeu a fazer uma luz bacana no show? E o cara que solta aqueles efeitos, fogos? E o cara que aluga iluminação, que monta aquela estrutura de alumínio e de ferro, aquele palco gigante e bonito, aquele que é dono do banheiro químico, aquele que prepara os bares e lanchonetes, aquele que assa o queijo de coalho, aquele que vende a ostra na praia, aquele que vende o caldinho de feijão?”, questionou.

Sikêra ainda afirmou que a classe artística é a que mais sofre no Brasil com a pandemia. “Só Deus por nós, só Deus por vocês. E eu tenho certeza que ele vai mostrar uma luz”, prosseguiu.

Sikêra Jr não sabe o que aconselhar aos telespectadores

Ao fim do desabafo, de forma sincera, o apresentador disse não saber o que recomendar ao público. Ele deixou claro que todo mundo sabe que existirão aglomerações em casas particulares. “Não vai ter polícia para fiscalizar tudo isso. O Brasileiro gosta de festa, ele é festeiro e não está nem aí (....) Já alugou casa em Muro Alto, vai botar som, chuveirão e piscina”, apontou.

“Eu não sei o que dizer. No Carnaval do ano retrasado eu dizia 'Use camisinha, pelo amor de Deus. Se cuide, não vacile não. Ninguém tem escrito na testa  que é doente, doença sexualmente transmissível'. Não, nesse eu não sei o que dizer. Não sei”, disparou.



Mais Notícias