Briga nos tribunais

Sikêra Jr diz que processará Xuxa após apresentadora exigir sua demissão na Justiça

"Rainha dos baixinhos" se indignou ao ver o titular do Alerta Nacional rindo de um estupro

Sikêra Jr diz que processará Xuxa após apresentadora exigir sua demissão na Justiça
Xuxa Meneghel e Sikêra Jr - Foto: Montagem/Reprodução/Instagram/RedeTV!

Paulo Pacheco

Publicado em 16/11/2020 às 21:10:01 ,
atualizado em 16/11/2020 às 21:50:25

A "guerra" entre Xuxa Meneghel e Sikêra Jr entrou nos tribunais. Após a apresentadora ter exigido na Justiça a demissão do titular do Alerta Nacional e indenização de R$ 500 mil por danos morais, seu rival revidou anunciando que também irá processar a "rainha dos baixinhos".

Xuxa protestou contra Sikêra Jr após Luisa Mell ter compartilhado um vídeo do apresentador exibindo o estupro de uma égua e rindo do ato de zoofilia, exibido pela RedeTV! em 21 de outubro. Ao invés de explicar por que fez piada com um abuso de vulnerável, o apresentador disparou provocações e mentiras contra suas duas opositoras.

"Eu também sei processar, tenho advogados para isso. Eu me preparei esses anos todos, ou a senhora acha que vou ficar levando pedrada e ficar calado? A senhora também será processada", comunicou Sikêra no Alerta Nacional desta segunda-feira (16).

continua depois da publicidade

O apresentador também debochou de Junno Andrade, marido de Xuxa e autor da ação judicial exigindo a demissão de Sikêra e a cassação de seu diploma de jornalista: "Em vez de pedir a minha demissão, arrume um emprego ao seu marido, que não faz merda nenhuma, só vive na sua sombra".

O juiz Carlos Eduardo Pratavieira, da 10ª Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro (SP), negou a tutela de urgência pedida por Junno Andrade e decidiu pela manutenção de Sikêra Jr no comando do Alerta Nacional.

"O pedido feito em sede de tutela de urgência (equivalente a verdadeira demissão do corréu José [Siqueira Barros Junior] do programa que apresenta - "retirada imediata do requerido da apresentação do programa[...]") não guarda nexo de causalidade coma causa de pedir (ofensas proferidas contra o autor), tratando-se de questão afeta ao contrato de trabalho do corréu, em relação ao qual o autor não possui qualquer ingerência", determinou o magistrado.

continua depois da publicidade

"Tampouco há relação entre a causa de pedir e o pedido alternativo de retirada do ar do programa Alerta Nacional, pois, ainda que se vislumbrasse o direito do autor [Junno Andrade] à retirada da reportagem ofensiva, ele não teria o condão de justificar a extinção do programa jornalístico em sua inteireza, como pretende o autor, sob pena de violação de liberdades e garantias fundamentais inerentes à imprensa", complementou.

Sikêra Jr voltou a associar Xuxa e a homossexualidade à pedofilia por causa do livro recém-lançado Maya: Bebê Arco-íris, em que a apresentadora conta a história de uma criança com duas mães. Ele ainda insistiu que Luisa Mell gosta de se relacionar com homens casados insinuou que a "rainha dos baixinhos" estaria tendo um caso com os donos da RedeTV!.

continua depois da publicidade

"A gente se encontra no tribunal. Eu também sei recorrer e já ganhei muito dinheiro processando também. Ou vai dizer que você manda no juiz? Manda em tudo, manda na RedeTV!. Está saindo com o Amílcare [Dallevo] e com o Marcelo [de Carvalho]?", disse em tom machista.

O apresentador também mentiu novamente sobre uma ação do PSOL de combate ao bullying contra alunos com identidades de gênero diferentes do sexo biológico, dizendo que o partido quer impor "banheiros unissex" nas escolas. A legenda o processou pela disseminação de notícia falsa.

Assista ao vídeo de Sikêra Jr contra Xuxa Meneghel:




Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!