Reportar erro
Ao vivo

Datena critica Doria por reabertura do comércio: "Não segue ciência nenhuma"

Para o apresentador, o governador de São Paulo deveria admitir que quer equilibrar economia

Datena
"Enfia a bota no Bolsonaro, mas também não segue ciência nenhuma", avalia Datena. Foto: Reprodução/Band
Redação NT

Publicado em 02/02/2021 às 17:12:26,
atualizado em 06/05/2021 às 22:13:57

O apresentador José Luiz Datena criticou o governador de São Paulo, João Doria, por causa da questão das restrições ao funcionamento do comércio no estado pela pandemia. Como o gestor paulista vem sendo pressionado a relaxar nas medidas restritivas, em vigor desde 25 de janeiro, e sinalizou que pode fazer isso “seguindo a ciência”, Datena alegou ver incoerências no discurso.

A crítica foi feita durante a transição entre o Melhor da Tarde e o Brasil Urgente, na tarde desta terça-feira (2). “Por que que ele foi falar para o Kennedy Alencar que ele segue a ciência? Era só ele falar: 'A ciência me diz para não abrir, mas eu não posso... tenho que fazer um equilíbrio entre a ciência e tal'. Então não fica no foco só na ciência. Não vou dizer que ele mentiu porque é pesado demais”, apontou.

Cátia concordou com o colega. “Ele omitiu. Agora, eu concordo com você. Acho que bar e restaurante tem que abrir. Sabe porquê? Você viu o jogo? Que adianta fechar o restaurante, aí o povo se junta para comemorar”, opinou.

Datena prosseguiu: “Foi o que o cara perguntou. 'Eu não posso abrir meu boteco e o prefeito pode ir no Maracanã?' E você viu a Estação da Luz hoje? Estação da Luz completamente cheia de gente. Então não é verdade que o Doria segue ciência. Ele enfia a bota no Bolsonaro, mas também não segue ciência nenhuma. Porque o comitê diz que era para deixar vermelho igual está atrás de você aí”. 

Mais adiante, para encerrar o assunto, o apresentador garantiu que tinha informação de que Doria reabriria o comércio. “Mas ele não vai abrir com foco na ciência nada. Eu vou botar ele falando para o Uol hoje, que ele usa a ciência. Ele não usa nada de ciência aqui. Usa mais ou menos”, pontuou.

Doria já foi alvo de outras críticas recentemente

Datena já criticou o governador em outras ocasiões nos últimos dias. Em 14 de janeiro, quando pediu a demissão do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, alfinetou Doria por uma declaração dada sobre a vacina de Oxford/Astrazeneca. "Ele meteu o pau no Bolsonaro, que o Bolsonaro gozou da eficácia da vacina (Coronavac). Está errado, errado para caramba fazer isso. Mas está errado também o Doria dizer que dois milhões de doses da vacina de Oxford é uma amostra grátis. Ele falou isso para a Rádio Bandeirantes em Porto Alegre. É o roto falando do rasgado”, reclamou.

Em 25 de janeiro, deu outra alfinetada, por causa do aumento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no estado: “Mas aqui também é um absurdo esse aumento de ICMS"



Mais Notícias