Reportar erro
Ao vivo

Datena pede demissão de Pazuello do Ministério da Saúde: "É um desastre"

Apresentador criticou a condução da pandemia durante o Brasil Urgente

José Luiz Datena e Eduardo Pazuello
Datena criticou condução da pandemia por Pazuello. Fotos: Reprodução/Band e TV Brasil.
Diogo Cavalcante

Publicado em 14/01/2021 às 19:35:14

José Luiz Datena pediu ao vivo, durante o Brasil Urgente desta quinta-feira (14), a demissão do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, por conta da forma com que a pandemia do novo coronavírus vem sendo conduzida no Brasil, com o colapso no Amazonas e problemas na definição da vacinação. “Já deu para ele. É uma confusão atrás da outra”, reclamou o apresentador da Band.

O comentário foi feito enquanto Datena conversava com o jornalista Eduardo Barão, correspondente da Band nos Estados Unidos sobre a situação de Manaus. O apresentador alfinetou os americanos: “Essa notícia já repercutiu aí nos Estados Unidos, que tanto se preocupam com a nossa selva amazônica e que não ajudaram em um milímetro cúbico de oxigênio o Brasil?”. Em seguida, iniciou sua crítica ao ministro militar.

“Vai me perdoar o Bolsonaro, é um desastre o ministro Pazuello. O presidente da República está demorando demais em tomar uma atitude, que o ministro Pazuello, com todo respeito, parece ser gente boa, bacana, mas é uma pessoa completamente inadequada na condução desse processo de vacinação. Ele devia sair imediatamente do ministério. O presidente, a cada dia que deixa ele lá, complica ainda mais a situação do país”, criticou.

Datena prosseguiu, aumentando o tom: "O presidente já não ajudou em nada com seu negacionismo. E os políticos brasileiros, de uma forma geral, em nada (ajudaram) porque foram negacionistas também nestas eleições como o Bolsonaro. Quem criticou o Bolsonaro fez quase igual ou pior. Agora, ele (o presidente) podia fazer um bem ao país e tirar o Pazuello do Ministério da Saúde, porque já deu para ele. É uma confusão atrás da outra. Uma hora sai avião, outra hora não sai avião”.

Datena também critica João Doria

As críticas do apresentador do Brasil Urgente também foram endereçadas ao governador de São Paulo, João Doria, por um comentário sobre a vacina de Oxford/Astrazeneca. “Ele meteu o pau no Bolsonaro, que o Bolsonaro gozou da eficácia da vacina (Coronavac). Está errado, errado para caramba fazer isso. Mas está errado também o Doria dizer que dois milhões de doses da vacina de Oxford é uma amostra grátis. Ele falou isso para a Rádio Bandeirantes em Porto Alegre. É o roto falando do rasgado”, reclamou.

Por fim, Datena voltou a lamentar toda a situação. “O vírus contaminou a todos nós. O vírus do pessimismo”, pontuou.

Mais Notícias