Reportar erro
É de Casa

Sidney Magal revela conselho inusitado de Vinícius de Moraes: "Bonitão"

Primo do cantor, o Poetinha recomendou que ele não seguisse a bossa nova e fosse mais "popular"

À esquerda, Sidney Magal em entrevista ao É de Casa; à direita, Vinícius de Moraes
Sidney Magal surpreendeu no É de Casa ao falar sobre parentesco com Vinícius de Moraes e conselhos do Poetinha - Foto: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 16/01/2021 às 15:41:00

Sidney Magal foi entrevistado no É de Casa deste sábado (16), na Globo. Em conversa com a apresentadora Cissa Guimarães, o cantor falou sobre a carreira e a atual fase da vida, aos 70 anos. Ele também surpreendeu ao revelar um parentesco com Vinícius de Moraes (1913-1980), compartilhando ainda um conselho inusitado que recebeu do ícone da bossa nova.

"Ele me disse: 'Se eu tivesse a tua pinta, o teu corpo, se fosse um garotão de 1,90 m, bonitão desse jeito, não ia ficar cantando bossa nova num banquinho. Eu ia para a galera. Vai para o popular, arrisca o popular'", relembrou Sidney Magal, sobre conversa com Vinícius de Moraes, em entrevista ao É de Casa.

Segundo Magal, no início de sua carreira, ele estava disposto a cantar qualquer tipo de estilo musical, da bossa nova ao lírico. A princípio, até cogitou começar sua trajetória na música interpretando composições do Poetinha, mas acabou convencido pelo próprio a apostar em uma pegada com mais apelo ao público dos anos 1970.

Magal chegou a entrar em contato com um grande empresário da época, que pediu um pouco de tempo por considerar o artista jovem demais. "O Vinicius não quis me dar a música, não quis nada. Depois fui entender que ele estava com a razão. Ele me deu um conselho importantíssimo", reconheceu.

Sidney Magal recordou o assédio das fãs: "Me mordiam a boca"

Sidney Magal revela parentesco com Vinícius de Moraes e conselho inusitado do Poetinha

O veterano também falou sobre a fama de símbolo sexual. "Eu tenho consciência de uma coisa que às vezes alguns artistas têm vergonha de falar. Eu sempre gostei de me exibir", admitiu. Magal brincou ao se intitular precursor na moda de receber nudes - fotos íntimas e sensuais enviadas por redes sociais.

"As fãs mandavam calcinhas, mandavam fotos completamente nuas. Os nudes não existiam como hoje, e elas mandavam fotografias nas cartas para mim, completamente nuas", relatou Magal, que também relembrou o assédio das fãs no auge da carreira. "As meninas começaram a fazer loucuras, e foram loucuras mesmo!", iniciou.

"Fãs se jogando de ginásios, das arquibancadas, voando, literalmente caindo sobre os meus seguranças. Pessoas me mordendo quando eu entrava no carro, me mordiam a boca e eu ficava gritando. O pessoal não sabia se puxava a mulher, se arrancava a minha boca, o que fazia", recordou Magal.

Mais Notícias