Reportar erro
Reflexão

Âncora quebra protocolo e revela racismo sofrido por cinegrafista da Globo

Fábio Turci revelou a história de Itamar no SP1

Fabio Turci (esquerda) e Itamar (direita) em foto montagem
Fabio Turci contou a história de Itamar - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 14/01/2021 às 16:45:00

O jornalista Fábio Turci surpreendeu ao quebrar o protocolo e contar a história de Itamar, cinegrafista da Globo vítima de racismo em diversas ocasiões. O apresentador do SP1 relatou na edição desta quinta-feira (14) do telejornal que um jovem sofreu preconceito em Santos, no litoral de São Paulo, e abordou dois episódios em que o seu colega de emissora enfrentou por ser negro. O âncora pediu ao público que refletisse sobre o assunto.

“Vou contar uma história para vocês. Um amigo meu - que está aqui no estúdio, é um dos operadores de câmera do SP1, o Itamar - um dia foi parado pela polícia porque estava dirigindo um carro bacana, da família dele. E o policial com a arma na mão perguntou o que ele estava fazendo no carro. O mesmo Itamar um dia foi seguido por seguranças de um shopping, inclusive ouviu um deles chamando reforço. Itamar tinha ido sacar dinheiro no shopping”, iniciou Turci.

Ele declarou que esse tipo de coisa acontece com frequência contra pessoas negras, mas nem todas as vezes são de maneira explícita. O apresentador alega que brancos não conseguem entender, porque não passam por situações de discriminação racial no Brasil.

“Essas coisas acontecem, nem sempre tão claramente, com alguém dizendo o porquê elas estão acontecendo, mas acontecem. A gente que é branco é que não sabe, porque com a gente isso não acontece”, relatou.

Apresentador do SP1 faz reflexão

Fábio Turci explicou aos telespectadores que os jornalistas têm a função de informar o público e cada um é responsável pela forma que irá interpretar os detalhes das reportagens. Na sequência, o SP1 exibiu Itamar trabalhando e o apresentador pediu que as pessoas refletissem sobre os casos de racismo.

“Nosso papel é informar. Nós estamos levando a você informação. O que você faz com essa informação? Se conforma? Tá tudo certo? Ou você acha que isso não tá certo? Não tá justo? Você acorda e faz alguma coisa? A gente vai mostrar pra você o Itamar, um grande amigo, um grande parceiro, trabalha na Globo há 20 anos. Contei duas histórias do Itamar, mas ele já me contou muitas outras. Nós precisamos refletir. Abraço, Itamar”, completou.

Confira:

Mais Notícias