Reportar erro
Exclusivo

Disney se frustra com saída de Mauro Cezar Pereira da ESPN e manda recado à equipe

Empresa vem exigindo exclusividade nas renovações de contrato

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira saiu da ESPN - Foto: Reprodução
Naian Lucas

Publicado em 05/01/2021 às 05:45:00

A saída de Mauro Cezar Pereira da ESPN ainda tem causado muito barulho e não é por acaso, já que o jornalista era o principal nome da emissora. Ele afirma que sua saída se deu por causa da cláusula de exclusividade imposta pela Disney, mas a empresa teria se esforçado para que Mauro seguisse por lá. Após a negativa do comentarista, houve desapontamento da alta cúpula pela a sua não permanência, mas um recado foi dado: não haverá exceção na nova estratégia do grupo.

Conforme apurou o NaTelinha, houve um entendimento de que Mauro rendia repercussão ao canal pelo seu jeito direto e polêmico. Por causa disso, de acordo com fontes ouvidas, a Disney até ofereceu aumento de salário para o jornalista e a oportunidade dele criar novos conteúdos para a empresa, como o formato de podcast. Entretanto, Pereira teria que deixar outras mídias, como o YouTube e o UOL.

Há um bom tempo, o comentarista tem defendido a ampliação do “catálogo” por parte dos profissionais da imprensa para serem cada vez mais independentes. Mauro não viu com bons olhos ter que abrir mão dos seus outros serviços para ficar fixo em apenas um local, como ele próprio explicou pelas redes sociais.

“Recentemente, lá de fora, veio outra alteração que modifica a relação com funcionários. A inflexível proposta do grupo para renovar contrato trazia em anexo um “cadeado” onde se lia ‘exclusividade’! E sem grandes contrapartidas. Em 2021? Nessa altura da vida, com quase 38 anos de carreira? Abrir mão de tudo? Seria frustrante, além de um retrocesso profissional”, escreveu no seu perfil do Instagram.

Mauro Cezar Pereira chegou a dizer que os responsáveis pela ESPN no Brasil tentaram a todo custo mantê-lo, porém, a regra de exclusividade é inegociável. “Mesmo sem êxito, agradeço o empenho da diretoria brasileira, que tentou minha permanência, reconhecendo meu valor profissional. Desejo boa sorte aos que ficam, afinal, como disse Nelson Rodrigues, "sem sorte não se chupa nem um Chicabon”, relatou o comentarista.

Com o “não” do jornalista, houve descontentamento por parte dos profissionais da diretoria do canal no Brasil. Não com Mauro, porque entende que ele fez uma escolha coerente com as suas convicções. A frustração foi mais por ter perdido seu principal comentarista e também responsável por ter uma visão mais “carioca” do que “paulista”.

Disney avalia saída de Mauro Cezar Pereira

Disney se frustra com saída de Mauro Cezar Pereira da ESPN e manda recado à equipe

A cláusula de exclusividade é algo que tem incomodado muita gente. Mas a Disney passou a enxergar portais de notícias, YouTube, UOL, Gazeta do Povo e outras mídias que falam de esportes como concorrentes. A intenção da ESPN é consolidar seu nome no mercado e Mauro teria papel fundamental nessa estratégia.

Já o jornalista tem uma visão diferente, que segue a mesma linha do seu colega Juca Kfouri. “Alguns [jornalistas], por conta da crise econômica pela qual atravessa a imprensa, tiveram seus salários reduzidos, de acordo com as empresas. Natural, todo mundo fazendo sacrifícios. Diante deste quadro, ainda exigir exclusividade, é alguma coisa que não faz sentido”, comentou o ex-diretor da Placar.

Fato é que Mauro Cezar Pereira tem um grande mercado na televisão e ele próprio já deixou aberta a chance de fechar com qualquer emissora, desde que a proposta seja boa para ambas as partes. No último domingo (03), por exemplo, ele participou do programa Terceiro Tempo, de Milton Neves, na Band.

Já a ESPN seguirá o seu caminho e com um recado bem claro para todos os contratos: não haverá exceção para ninguém. Procurada pelo NaTelinha, a Disney enviou o seguinte comunicado: "Nosso pilar de esportes está passando por um processo de transformação para oferecer um conteúdo ainda mais variado e qualificado para a audiência do Brasil. A reformulação faz parte do planejamento da Companhia que seguirá investindo em sua programação esportiva, contando com um extenso portfólio de direitos, além de uma equipe de jornalismo referência junto aos fãs de esportes".

Mais Notícias