Reportar erro
Previsões 2021

Leiloca Neves analisa o ano de 2021 para CNN, Jornal Nacional, Disney e Mais Você

Astróloga elogia a força de Ana Maria Braga, prevê visibilidade para a CNN Brasil e sugere mudanças na DisneyPlus e no JN

Leiloca brinda a chegada de 2021
Leiloca Neves se dedica à astrologia há mais de 40 anos - Arquivo pessoal
Taty Bruzzi

Publicado em 31/12/2020 às 07:29:00

Atriz, cantora, apresentadora de TV, escritora, radialista e palestrante, muitas são as qualidades de Leiloca Neves, esta carioca nascida na Tijuca, bairro da zona Norte do Rio de Janeiro e que ficou conhecida do público como uma das integrantes do grupo As Frenéticas, surgido em 1976 e lembrado  com carinho até hoje.

Descobriu a paixão pela Astrologia muito cedo, ainda criança, e depois de fazer seu Mapa Astral com Joe Shalders, com quem estudou as técnicas de cálculos, passou a colocar em prática o que aprendeu com os amigos e os namorados, a partir de 1972.

Perto de completar 49 anos de experiência em fazer Mapa Astral, ao longo da carreira Leiloca já atendeu mais de 12 mil clientes. "O mapa astral (individual) é uma fonte riquíssima de auto conhecimento e de evolução (social, espiritual, emocional, psicológica, etc)", explica em conversa exclusiva com o NaTelinha.

"Astrologia é ferramenta poderosa, pois sinaliza, através das posições dos planetas, mudanças mega importantes. Amo desde criança, quando ouvia com meu pai um programa de rádio sobre signos", revela a eterna frenética.

Ainda na juventude Leiloca fez curso-pré vestibular para Psicologia, praticou Yoga, estudou Zen Budismo e Meditação Transcendental, além de dar aulas de violão para crianças.

Pioneira na TV Brasileira

Em sua longa e eclética carreira, apresentou o programa TV Mulher (1984-1985), quando bateu recorde no ibope para o horário e de cartas recebidas, atingindo à marca de 150 por dia.

"Eu nunca pensei que eu fosse receber mais cartas que o Cid Moreira, no Jornal Nacional. Eu recebia de 80 a 150 cartas por dia", se recorda. "Como eu fui a primeira a falar de signo ascendente e de mapa astral na televisão brasileira, muita gente queria saber o que era ascendente. Tinha gente que perguntava se era o signo do pai e da mãe, não sabia que era através da hora de nascimento", conta, Leiloca.

Em 1997, ela apresentou o quadro "Encontros Astrais", no Fantástico. Já em 1996, teve participação no Domingão do Faustão. Além da TV Globo, a astróloga marcou presença no Gente Famosa, na TV Manchete (1993), e Opinião Pública, na TVE (1985).

"Estou muito bem acompanhada por tantas pessoas incríveis que se dedicaram aos estudos astrológicos ao longo dos tempos, como o psicanalista Carl Gustav Jung, o físico Galileu, o astrônomo Kepler, o escritor Fernando Pessoa e o gênio Leonardo da Vinci", complementa.

Em um ano tão atípico quanto 2020, no qual tivemos que manter o distanciamento social por conta da pandemia do Covid-19, Leiloca chama a atenção para mais uma curiosidade sobre sua carreira, o atendimento à distância.

"Quando eu comecei a dar consulta por telefone, nos anos 80, eu botava no viva-voz, gravava uma fita cassete, e na gravação também saía a voz da pessoa, quando eu fazia perguntas. Então, quando ela recebia a fita cassete estava a minha voz e a dela", lembra.

"Com o advento do Skype, eu fui uma das primeiras a dar consulta pelo Skype, e tinha muita gente que me criticava, inclusive publicamente. Criticavam pela internet, que era um absurdo eu dar consulta por telefone ou pelo Skype, porque tinha que ser presencial. Hoje, todo mundo que me criticava dá consulta pelo Skype, pelo Instagram, Zoom, Facebook. [risos]", solta o verbo.

"Enfim, eu sempre fui pioneira em muitas coisas. Inclusive nisso. O que eu acho o máximo, porque se você for parar para pensar, por que alguém que mora em Manaus tem que pegar um avião, vir até o Rio de Janeiro para fazer consulta presencial com alguém?", questiona, Leiloca, que estreia um quadro no programa do Antonio Carlos, na Rádio Tupi, em janeiro. 

Previsões para 2021

Convidada pelo NaTelinha, Leiloca Neves aceitou o desafio de analisar o ano de 2021 de 5 veículos de comunicação: DisneyPlus e CNN Brasil, que estrearam por aqui este ano, o Mais Você, que perdeu o intérprete do Loro José, o Jornal Nacional, que sofreu duras críticas este ano, e o nosso portal.

"Mediante a solicitação do site NaTelinha, para que eu falasse do futuro de alguns programas de TV, tentarei 'tirar leite de pedra', pois tecnicamente falando, o programa pode variar de ibope em algumas regiões, dependendo da longitude e latitude", adianta a astróloga.

Disney Plus Brasil (17/11/2020)

Leiloca Neves analisa o ano de 2021 para CNN, Jornal Nacional, Disney e Mais Você

"Sem a hora exata da estreia fica impossível ter o mapa natal, mas a Plataforma de Streaming Disney Plus Brasil começou com Urano retrógrado oposto a Mercúrio, que sugere adaptações imprevisíveis ao longo do tempo. "Vênus oposta a Plutão, Júpiter e Saturno promovem alguns embates, que são ajustes normais em televisão, até que entre no prumo", avalia, Leiloca.

Jornal Nacional (01/09/1969, às 19h45)

Leiloca Neves analisa o ano de 2021 para CNN, Jornal Nacional, Disney e Mais Você

"O JN estreou num momento próspero, com um triângulo de Sol, Saturno e Meio do Céu. Urano na Casa 6 impulsiona o programa a se reinventar sempre, talvez uma das razões de boa audiência. Não necessariamente, mas poderá passar por mudanças mais intensas de 2023 a 2024", prevê a astróloga.

Mais Você (18/10/1999, às 13h40)

Leiloca Neves analisa o ano de 2021 para CNN, Jornal Nacional, Disney e Mais Você

"Mais Você também passa por mudanças profundas de 2019 a 2023. Ana Maria Braga, na minha opinião, é a apresentadora mais corajosa e mais forte da televisão brasileira, pois vence todos os desafios que chegam. Temos que aplaudir muito esta ariana, ela é impressionante!", elogia.

CNN Brasil (15/03/2020, às 20 horas)

Leiloca Neves analisa o ano de 2021 para CNN, Jornal Nacional, Disney e Mais Você

"CNN pode ter mais visibilidade em 2021, mas a probabilidade melhor deve ser em 2022. O canal se fortalece com a base estrangeira, que dá respaldo e prestígio", explica. "Cá pra nós, se tivessem consultado alguém idôneo da Astrologia, certamente não teriam estreado naquela hora. Aliás, estrear em 2020, só para os fortes", opina a astróloga.

NaTelinha (12/06/2005)

Leiloca Neves analisa o ano de 2021 para CNN, Jornal Nacional, Disney e Mais Você

"O site NaTelinha nasceu no Dia dos Namorados. Mesmo sem a hora de nascimento, o Sol em Gêmeos propicia comunicação intensa. De 2018 a 2020 nem tudo que foi projetado aconteceu, mas a entrada de Júpiter e Saturno em Aquário vai dinamizar e/ou expandir o site em 2021, podendo até diversificar o estilo, trazendo um público mais eclético", concluiu, Leiloca (www.leiloca.com).

Mais Notícias