Reportar erro
Globo Esporte

Globo apaga crítica de Andreoli a Neymar e Bolsonaro no streaming

Apresentador desabafou contra festa de jogador durante pandemia de coronavírus

Neymar, Felipe Andreoli e Jair Bolsonaro
Neymar, Felipe Andreoli e Jair Bolsonaro - Foto: Montagem/Reprodução/Instagram/TV Globo/Twitter
Paulo Pacheco

Publicado em 29/12/2020 às 21:45:07

O Globo Esporte desta terça-feira (29) exibiu uma reportagem sobre a repercussão negativa da festa realizada por Neymar, oficialmente para 150 convidados, em plena pandemia de coronavírus. Antes e depois do material, Felipe Andreoli se posicionou contra o jogador e alfinetou o presidente Jair Bolsonaro pela condução da crise sanitária. A Globo, no entanto, excluiu o vídeo do Globoplay, serviço de streaming da emissora.

Durante toda a tarde, a íntegra do Globo Esporte SP esteve incompleta na plataforma virtual da Globo. Na TV, a reportagem contra Neymar foi ao ar após a cobertura do Corinthians e antes do SAC do GE, em que Andreoli rebate "haters". Na versão para a internet, este quadro foi "colado" ao material sobre o time paulista. Ficou evidente que houve uma edição para retirar do ar a crítica ao camisa 10 da seleção brasileira.

Na surdina, a emissora apagou a íntegra do Globo Esporte sem a crítica a Neymar e publicou outra versão, desta vez com a reportagem e o desabafo de Andreoli. A Globo deve explicações. O NaTelinha perguntou ao canal por que retirou do programa o material contrário ao jogador. A assessoria de imprensa respondeu com o link para o Globoplay do programa sem cortes.

O NaTelinha apurou que, internamente, a direção da Globo pediu explicações a Andreoli a respeito do tom da crítica ao jogador. O apresentador, porém, não sofreu censura, já que é corriqueiro emitir opiniões durante o programa. A íntegra apagada pela Globo estava disponível neste link. A nova versão, com a reportagem contra Neymar, está disponível neste link.

Felipe Andreoli anunciou a reportagem sobre Neymar com um longo desabafo, comparando a postura do jogador à de outros ídolos do esporte, como o astro do basquete LeBron James e o heptacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton.

"A gente que ama o esporte quer falar bem dos nossos ídolos, dos nossos craques, né? Como é bom a gente ter gênio da bola que consegue unir o seu dom, o seu talento, com os aprendizados da vida. A gente tem o LeBron James, a gente tem o [Lewis] Hamilton, não faltam exemplos. É admirável quando a gente vê pessoas que estão no topo da pirâmide social cercada de privilégios, conquistados, é verdade, mas que seguem conectadas com a realidade do mundo, do seu país, da sua gente. Em campo, o Neymar continua jogando muita bola. Fora de campo, infelizmente, segue pisando na bola", disse o apresentador.

Em seguida, a reportagem mostrou as opiniões de jornalistas e comentaristas esportivos do Grupo Globo em relação à festa de Neymar em plena pandemia. Entre os críticos, estavam Sérgio Xavier Filho, Maurício Noriega, Marco Antônio Rodrigues, Paulo Vinícius Coelho e Galvão Bueno.

Todas as opiniões foram extraídas do Bem, Amigos, mesa-redonda do canal pago SporTV, na última segunda. Curiosamente, Caio Ribeiro, único comentarista a não criticar Neymar durante o programa, não apareceu na reportagem do Globo Esporte, que encerrou exibindo trechos do texto de Walter Casagrande Jr. contra a festa do craque do Paris Saint-Germain.

Ao final da matéria, Felipe Andreoli cutucou Bolsonaro pelo mau comportamento durante a pandemia: "Neymar é um reflexo do Brasil e de tantos brasileiros, inclusive de quem está no comando do país".

Assista à reportagem contra Neymar excluída temporariamente pela Globo:



Mais Notícias