Reportar erro
Balanço anual

Globo cai menos do que rivais e comemora audiência em ano atípico

Com reprises, emissora mantém liderança com folga no PNT

William Bonner no Jornal Nacional
William Bonner no Jornal Nacional - Foto: Reprodução/TV Globo
Redação NT

Publicado em 24/12/2020 às 15:20:30

Em ano atípico pelo novo coronavírus, a Globo tem motivos para comemorar. A emissora praticamente manteve a audiência de 2019 e foi a que menos caiu em relação às concorrentes diretas, Record e SBT, no PNT (Painel Nacional de Televisão), composto pelas 15 maiores regiões metropolitanas do Brasil.

Segundo dados do Kantar Ibope obtidos pelo NaTelinha, a Globo apresentou oscilação de 3% de audiência em 2020 na comparação com o ano anterior (saiu de 12,8 para 12,4 pontos), nas 24 horas da programação. Cada ponto equivale a 260.558 domicílios, ou 703.167 telespectadores.

Para efeito de comparação, a Record perdeu 12% de público neste ano (caiu 0,6 ponto, de 5,0 para 4,4). Já o SBT desabou 20%, ou seja, perdeu 1 em cada 5 telespectadores, e fechou 2020 com 4,3 pontos (terminou o ano anterior com 5,4).

Internamente, a Globo celebra a manutenção da audiência mesmo com a paralisação das novelas em função da pandemia. Desde março, a emissora exibe reprises em todas as faixas da dramaturgia.

Com poucos lançamentos, os destaques da Globo foram o jornalismo, que cobriu o coronavírus e a crise política mesmo com ataques do presidente Jair Bolsonaro à emissora, e o histórico BBB20.

Ponto no Ibope valerá mais em 2021

A partir de 1º de janeiro de 2021, 1 ponto no Ibope sofrerá alteração. No PNT (Painel Nacional de Televisão), que faz a medição de audiência nas 15 principais regiões metropolitanas do Brasil, passará de 260.558 residências ou 703.167 telespectadores para 268.278 domicílios ou 716.007 pessoas. Já na Grande São Paulo, principal praça do mercado publicitário, 1 ponto equivalerá a 76.577 lares ou 205.377 de telespectadores - até agora, era de 74.987 e 203.309, respectivamente.

A atualização na pontuação da empresa acontece todo começo de ano e as estimativas são feitas com base nos números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em relação a população brasileira. Um ponto é equivalente a 1% do universo representado na pesquisa de cada praça.

O reajuste na Grande São Paulo será de 4,8% no número de domicílios, superando os últimos anos. De 2019 para 2020, o crescimento foi de 2,7%, enquanto entre 2018 e 2019, esse salto acabou sendo de apenas 1,6%, mesmo índice de 2016 para 2017. O aumento mais alto de 2011 pra cá aconteceu entre 2013 e 2014, no qual saiu de 61.952 para 65.201, o que representa um acréscimo de 5,2%.

Veja abaixo a tabela de quanto vai valer um ponto nem cada uma das 15 regiões que fazem parte da medição de audiência da Kantar Ibope a partir do dia primeiro de janeiro:

Globo cai menos do que rivais e comemora audiência em ano atípico

TAGS:
Mais Notícias