Reportar erro
Novo membro

Após polêmica sobre estupro, Rodrigo Constantino é contratado pela RedeTV!

Rodrigo Constantino vem se envolvendo em polêmicas desde o início do mês

Rodrigo Constantino com camisa azul e microfone
Rodrigo Constantino é contratado pela RedeTV!
Redação NT

Publicado em 23/11/2020 às 13:12:50

A RedeTV! anunciou a contratação de Rodrigo Constantino nesta segunda-feira (23). O jornalista integrará o elenco de comentaristas fixos no Opinião no Ar, apresentado por Luís Ernesto Lacombe, e terá participações nas demais plataformas de conteúdo do canal. Constantino deu o que falar no início deste mês, após questionar o estupro de Mariana Ferrer.

A partir desta semana, ele fará entradas ao vivo no telejornal, fomentando o debate de ideias pautado em temas importantes do noticiário, ao lado de Amanda Klein e Silvio Navarro. O Opinião no Ar vai ao ar de segunda a sexta, às 11h45, e chega a dar "traço" na audiência com pautas negacionistas.

As polêmicas de Rodrigo Constantino

Rodrigo Constantino vinha se envolvendo em polêmicas desde o início do mês. Ele foi demitido da Rádio Jovem Pan no dia 4 de novembro por questionar o estupro de Mariana Ferrer.

O colunista afirmou que não denunciaria possíveis estupradores de sua filha, dependendo dos fatos do suposto episódio. Depois de muitas críticas, a direção da rádio desligou o profissional. Após a Jovem Pan, a Record, Rádio Guaíba e jornal Correio do Povo também o demitiram. O Jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, no entanto, alegou não ter motivo para desligá-lo e manteve Constantino em seu quadro de colunistas. 

Entenda como tudo começou

Na manhã do dia 4 de novembro, Constantino falou da absolvição de André de Camargo Aranha, acusado de estuprar Mariana Ferrer em 2018, e disse que se o episódio fosse com a sua filha, a colocaria de castigo e não denunciaria ninguém à polícia.

“Se minha filha chegar em casa, eu dou boa educação para que isso não aconteça, mas a gente não controla tudo, se ela chega em casa e fala: ‘pai, fui pra uma festinha e fui estuprada’. Eu vou falar: ‘Me dá as circunstâncias’. ‘Ah, fui pra uma festinha, eu e três amigas, tinha 18 homens, nós bebemos muito, tava ficando com dois caras e eu acabei dormindo. Fui abusada’. Ela vai ficar de castigo feio, eu não vou denunciar um cara desse pra polícia”, disparou.

“Eu vou dar esporro na minha filha, porque alguma coisa ela errou feio. E eu devo ter errado pra ela agir assim, né? Porque é um comportamento completamente condenável, porque a gente não pode mais falar essas coisas hoje em dia, né? Que existe mulher piranha e mulher decente. Como falei aqui, o homem que faz isso não é decente, mas também não existe a ideia de mulher decente? As feministas querem que não, né? Porque feminista é tudo recalcada, ressentida e, normalmente, mocreia, vadia, odeia homem, odeia união estável, odeia casamento, odeia tudo isso. Só por isso”, continuou.



Mais Notícias