Reportar erro
Polêmica

Famosas se revoltam após sentença no caso Mariana Ferrer de "estupro culposo"

Nomes como Anitta e Luísa Sonza pediram justiça

Anitta, Luísa Sonza e Fernanda Paes Leme
Anitta, Luísa Sonza e Fernanda Paes Leme - Foto: Montagem/Reprodução
Redação NT

Publicado em 03/11/2020 às 16:25:48

Nesta terça-feira (03), a absolvição de André de Camargo Aranha, acusado de estuprar Mariana Ferrer, apareceu entre os assuntos mais comentados das redes sociais, entre anônimos e famosos, que ficaram revoltados com a conclusão feita pelo juiz responsável de "estupro culposo", crime que não está presente no Código Penal brasileiro.

O promotor designado para o caso usou como justificativa que o empresário não tinha como saber, durante o ato sexual, que a blogueira não estava em condições de consentir a relação, e com isso, não existiria a intenção de um estupro. O juiz aceitou a argumentação de que André teria cometido um "estupro culposo", e como esse crime é inexistente na legislação, ele foi absolvido.

Famosas se revoltam nas redes sociais com decisão do caso Mariana Ferrer

Devido a essa decisão polêmica, as redes sociais foram tomadas por mensagens de apoio a Mariana e muitos pedidos de justiça. Entre elas, famosas também decidiram se posicionar.

Anitta: "Estupro culposo? Que p**** é essa, Brasil?". "Mariana Ferrer eu admiro sua coragem de uma forma que você nem imagina #justicapormariferrer".

Luísa Sonza: "#justicapormariferrer eu tô com medo do que o Brasil tá virando".

Maria Rita: "Estupro culposo. A gravidade dessa (não)sentença! pra mim, pra tua irmã, pra tua filha, pra tua amiga de infância. Eu não teria como olhar pra minha filha — sendo um dos envolvidos ou só a mãe dela mesmo porque não tem uma explicação suave. A explicação é: homem, branco, rico".

Fernanda Paes Leme: "É necessário que se grite: ESTUPRO CULPOSO NÃO EXISTE!!! #JustiçaPorMariFerrer".

Suzana Pires: "A era em que vocês se protegiam está acabando, bando de hipocrita, covarde! Bando de poderosinho de merda que passa pano para outro poderosinho criminoso. Vocês acabaram! Não existe estupro culposo ! JUSTIÇA PARA AS VÍTIMAS DE ESTUPRO! #justicapormariferrer".

Regiane Alves: "Uma “justiça” que desencoraja mulheres e em seguida as cobra por não denunciarem. Repitam comigo: estupro culposo não existe e a culpa nunca é da vítima!!".

Fernanda Keulla: "Entrei aqui sim pra endossar o coro! ESTUPRO CULPOSO NÃO EXISTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  #JusticaPorMariFerrer".

O caso Mariana Ferrer

Blogueira de moda, Mariana Ferrer diz ter sido estuprada no dia 15 de dezembro de 2018, quando trabalhava em um evento promovido pela casa noturna Cafe de La Musique, em Florianópolis. Segundo a mãe da jovem relatou em entrevistas, Mari chegou em casa chorando muito e com a calcinha ensanguentada, além de forte odor de esperma nas roupas.

No dia seguinte, a blogueira registrou boletim de ocorrência por estupro e exame pericial apontou que o material coletado na vestimenta dela era compatível com o DNA do empresário paulistano André de Camargo Aranha.

Em julho de 2019, ele se tornou réu, investigado como estupro de vulnerável. Em setembro deste ano, ele foi absolvido pela Justiça, por falta de provas.

Mariana Ferrer usava suas redes sociais para relatar o episódio, mas teve sua conta removida por ordem judicial. A blogueira relata que foi dopada e abusada sexualmente por André, que, em sua defesa, diz que essa versão é "fantasiosa".

 

Mais Notícias
Outros Famosos