Bomba

CNN Brasil contrata o apresentador Márcio Gomes

Jornalista deixa a Globo após 24 anos

CNN Brasil contrata o apresentador Márcio Gomes
Márcio Gomes é o novo contratado da CNN Brasil

Fabrício Falcheti

Publicado em 19/10/2020 às 10:00:50 ,
atualizado em 19/10/2020 às 11:36:28

A CNN Brasil acaba de acertar a contratação do apresentador Márcio Gomes, que vinha tendo grande destaque na Globo e sendo elogiado pelo seu trabalho, cobrindo folgas nos telejornais da emissora. Depois de 24 anos no ar na rede carioca, o apresentador chega para ser o principal nome da expansão de operações da CNN no país.

Prestes a completar 50 anos de idade, Márcio Gomes formou-se em Jornalismo, em 1992, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. Apesar de ter nascido e estudado na capital fluminense, ele começou a carreira na Globo em São Paulo. Em duas décadas de empresa, foi repórter, âncora do canal de notícias do grupo, apresentador de programas nacionais e correspondente internacional em Tóquio, no Japão.

Márcio Gomes deixa a Globo como um dos poucos jornalistas que já apresentou todos os telejornais diários da emissora: Jornal Nacional, Bom Dia Brasil, as duas edições locais de São Paulo e Rio, Jornal Hoje e Jornal da Globo. O jornalista é considerado um dos maiores destaques da TV pelo seu desempenho na cobertura da pandemia da Covid-19, apresentando no início da quarentena o programa Combate ao Coronavírus e depois com  um quadro dentro do Jornal Nacional.

“Márcio Gomes é um dos principais nomes da TV e chega para somar ao nosso elenco de grandes talentos. É um profissional completo, de alto gabarito. Além de ser conhecido por sua correção e caráter, é muito querido e respeitado pelo público de todo o Brasil. A partir de agora, ele estará todos os dias no ar e como protagonista de mais um projeto de inovação do nosso canal”, afirma Douglas Tavolaro, CEO e sócio-fundador da CNN Brasil.

“Participar de um projeto inovador no maior canal de notícias do mundo é motivo de muito orgulho. Espero contribuir com a expansão do canal no Brasil e poder gerar ainda mais credibilidade à CNN. Chego muito motivado. Será um grande desafio na minha carreira”, destaca Márcio Gomes.

Depois, em suas redes sociais, ele também falou sobre a mudança. "Saio de lá atrás de novas experiências, novos amigos, um novo trabalho. Num mundo cada vez mais conturbado - e com o Jornalismo reforçando a sua importância vital -, me junto à CNN Brasil para continuar fazendo o que amo."

A carreira de Márcio Gomes

Márcio Gomes estreou na TV em 1994, quando foi convidado para a bancada do Jornal da Record, depois de ter trabalhado com locução no Jornal do Brasil de Rádio. Em 1996, migrou para a Globo, assumindo reportagens no SPTV.

No mesmo ano, aceitou o convite para estrear no novo canal de notícias do grupo, a GloboNews, onde assumiu o comando do Em Cima da Hora. "Foi uma escola, a gente ficava muito perto da notícia e aprendi muito", afirmou em entrevista ao Memória Globo.

De volta à Globo, ele começou a fazer a coluna Que Rio é Esse,  que logo viraria Histórias do Rio, exibida aos sábados. Na coluna, fez uma série de quatro reportagens para lembrar os 200 anos da vinda da Família Real portuguesa para o Brasil, com matérias no Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Paço Imperial, na Praça XV e em outros locais históricos da cidade. Ao longo dos dez anos foram feitas diversas ações com o objetivo de aumentar a interação entre o telejornal e o telespectador. 

Em 2009 assumiu o comando do RJTV 2ª edição e fez diversas coberturas grandes, sendo substituto eventual do JN. Em 2013, quando já tinha um quadro no Bom Dia Brasil, o jornalista aceitou o desafio de ir para o Japão como correspondente, onde ficou até 2018, quando retornou e passou a fazer reportagens especiais, cobrir folgas nos telejornais e assumiu o Combate ao Coronavírus.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!