Bombou

Nova "A Usurpadora" tem início fulminante e é a estreia mais vista da Televisa em 2019

Série baseada na novela teve começo bombante

Nova
"A Usurpadora" quebrou recordes na estreia no México. Foto: Divulgação

Publicado em 03/09/2019 às 19:50:10 ,
atualizado em 03/09/2019 às 22:04:11

Por: Daniel César

O primeiro capítulo de "A Usurpadora", novidade da Televisa para 2019, teve uma audiência bombástica na noite da última segunda-feira (02) no México. A série inspirada na icônica novela dos anos 90 e muito conhecida do grande público brasileiro foi a estreia mais vista da emissora neste ano.

Segundo dados de audiência a que o NaTelinha teve acesso, o programa alcançou 3,9 milhões de telespectadores e liderou com folga em sua faixa de exibição. Para se ter uma ideia da absurda estreia, o segundo colocado no horário ficou 149,42% abaixo da série que tem as irmãs Paola e Paulina como protagonistas.

O sucesso do programa foi tamanho que o colocou no topo do ranking da programação do México ontem. Isso significa dizer que nenhum programa da TV aberta daquele país alcançou números comparáveis ao da série que é protagonizada por Sandra Echeverría.

Os números foram tão altos que colocaram "A Usurpadora" como a maior estreia da Televisiva em 2019, superando não apenas as séries do canal, mas também os primeiros capítulos de todas as novelas do canal que estrearam neste ano. Os dados são da Nielsen, empresa que faz a medição de audiência no México.

Ainda sem data para estrear no Brasil, a nova versão de "A Usurpadora" contará com 25 capítulos no México e está sendo exibida pela Televisa em horário nobre, com início às 21h30. Mesmo sem estar disponível para o público brasileiro, apenas a divulgação da chamada da história, com várias mudanças, fez muito burburinho junto ao público brasileiro.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!