Reportar erro
Nostalgia

Morte e namoro com George Clooney: Relembre duas atrizes do “Cine Privé”

Sessão de filmes adultos volta ao ar a partir do próximo mês na Band

Sylvia Kristel
Lançado em 1974, "Emmanuelle" foi visto por 3 milhões de espectadores somento no Brasil- Reprodução
Taty Bruzzi

Publicado em 27/07/2019 às 08:14:00

A Band anunciou o retorno da sessão “Cine Privé” a partir do dia 24 de agosto, à 01h15. Ocupando o horário da madrugada, a atração fez parte da grade da emissora de 1995 até 2010. 

Depois de uma pausa de dois anos, retornou em 2012 e se manteve no ar por mais algumas semanas. Sempre no horário da madrugada, a sessão exibia filmes adultos, classificados como “softcore”, produções eróticas sem ser pornô. 

Um dos maiores sucessos foi o clássico francês “Emmanuelle”. A personagem surgiu a primeira vez em 1969 e foi interpretada por Erika Blanc, mas foi com o remake lançado em 1974 que ganhou fama. Relembre as trajetórias das duas intérpretes mais famosas da personagem francesa. 

Sylvia Kristel

Morte e namoro com George Clooney: Relembre duas atrizes do “Cine Privé”

Estrelado por Sylvia Kristel e com direção de Just Jaeckin, o filme é baseado no romance homônimo de Emmanuelle Arsan. Assistido por mais de 50 milhões de pessoas ao redor do mundo, cerca de 3 milhões somente aqui no Brasil, a boa repercussão abriu precedentes para uma série de sequências para o cinema e a TV. 

Nos anos 80, a atriz holandesa deu vida à personagem em demais continuações, além de estrelar produções feitas na Itália, no Japão e Estados Unidos. Suas aparições continuaram também em versões mais velha da Emmanuelle.

Sylvia atuou, ainda, em produções que faziam referência à sua imagem como a personagem do clássico erótico. Por exemplo, a comédia erótica “Private Lessons” (1981). Em 1992, a atriz retornou à série para mais sete episódios tendo Marcela Walerstein como protagonista. No ano seguinte, ela atuou em “Emmanuelle 7”.  

Em 1977, quando a produção de 1974 foi liberada no Brasil, Kristel esteve no país. Na ocasião, entre os compromissos profissionais, a atriz fez participação especial em algumas cenas da novela “Espelho Mágico”, da TV Globo, como ela mesma, e atuou com Carlos Eduardo Dolabella.

Sylvia queria ser professora, mas começou a trabalhar como modelo aos 17 anos. A fama veio graças ao papel como Emmanuelle. No Brasil, fez ensaio fotográfico para a revista “Status” no ano de lançamento da película. 

Em 2001, a atriz teve uma participação especial no filme “Perdoe-me”, do diretor holandês Cyrus Frisch. Em 2004, estreou como diretora no curta “Topor et Moi”, que recebeu o prêmio de Melhor Curta-Metragem no Festival de Cinema de Tribeca em 2006. 

Em sua autobiografia “Nua” (“Nue”, 2002), ela se mostra como alguém que precisou lidar com a fama e o luxo. Fala sobre a dependência pelo álcool e a cocaína., casamentos, exploração e sua luta para vencer seu primeiro câncer. 

No final da vida, Sylvia Kristel morava em Amsterdã, sua cidade natal. Sofrendo com problemas de saúde há anos, seguia uma rotina humilde enquanto se dedicava à pintura de quadros. 

Por 10 anos, tratou de um câncer na garganta que acabou se espalhando e atingindo o pulmão. Em 2012, a atriz sofreu um AVC e chegou a ser internada em estado crítico, mas não resistindo. Ela morreu no dia 17 de outubro, aos 60 anos.   

Krista Allen

Morte e namoro com George Clooney: Relembre duas atrizes do “Cine Privé” 

A atriz norte-americana ganhou fama ao estrelar o telefilme “Emmanuelle” em 1994 no papel título. Na TV, Krista Allen atuou na série de sucesso “Baywatch” (2000/2001), e teve participações em “CSI” (2000), “Charmed” (2001), “Friends” (2002) e “Smalville” (2005), entre outros. 

Na vida pessoal, namorou por dois anos o ator George Clooney, que conheceu durante as filmagens do filme “Confissões de Uma Mente Perigosa” (2002). Teve dois casamentos, o primeiro com Justin Moritti (1996/1999) e o segundo com Mams Taylor (2010/2012). 

A última aparição da atriz de 48 anos foi como protagonista de “Significant Mother”. Com apenas uma temporada, a produção exibida pelo canal The WC de agosto a outubro de 2015 saiu do ar por causa da baixa audiência.  

Mais Notícias