Reportar erro
Levantamento

Seleção na Copa fez oito em cada 10 brasileiros sentarem em frente à TV

Confira o levantamento de todos os jogos do Brasil

brasil-mexico-02072018_ad7fdf904da0fff65f9664163f8641900ed296dc.jpeg
Jogo contra o México rendeu a maior audiência do Brasil em São Paulo e PNT - Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Redação NT

Publicado em 11/07/2018 às 06:45:47

O último jogo da Seleção Brasileira na Copa da Rússia fez com que mais de 80% dos televisores brasileiros sintonizassem a Globo.

Na sexta-feira (6), Brasil x Bélgica rendeu 55 pontos no Painel Nacional de Televisão (PNT) - média das 15 praças medidas regularmente pela Kantar Ibope. 82% dos televisores ligados durante o horário da partida estavam vendo a eliminação brasileira nas quartas-de-final.

Em São Paulo, coração financeiro do país, a partida rendeu os mesmos índices: 55 de média com 82% de share (participação). No Recife, 88% dos televisores estavam ligados na Globo durante o jogo, que marcou 60 pontos. Por fim, no Rio de Janeiro, o jogo marcou 51 com 81% de share.

Este não foi o melhor desempenho numérico da seleção. Na média nacional e na capital paulista, o destaque ficou para Brasil x México (2 de julho). No PNT atingiu a marca de 57 pontos com 84% de share. Já na Grande São Paulo, 59 de média com 83% de participação.

No Recife e no Rio de Janeiro, a melhor audiência foi Brasil x Sérvia (27 de junho). Na capital pernambucana, a partida rendeu 63 pontos com 87% de share. Já em terras cariocas, 57 de média com participação de 82%.

Confira no quadro abaixo os índices das partidas: 


Maior audiência da década

Em São Paulo, os jogos do Brasil na Copa figuram como as maiores audiências da década. Até então, a novela “Passione”, escrita por Sílvio de Abreu, quem detinha o recorde dos anos 2010: 54 pontos obtidos em sua última segunda-feira inédita (10 de janeiro de 2011).

Confira abaixo o ranking das maiores audiências da década na Grande São Paulo:

Seleção na Copa fez oito em cada 10 brasileiros sentarem em frente à TV

Copa exclusiva

Um dos fatores que ajudaram a Globo a obter excelentes índices na Copa de 2018 foi a exclusividade na televisão aberta. Este ano, nenhuma outra emissora teve interesse em dividir com o canal carioca os direitos de transmissão.

Nos mundiais de 2010, ocorrido na África do Sul, e 2014, no Brasil, a Band transmitiu em conjunto, obtendo índices expressivos para seus padrões.

Mais Notícias