Nova temporada

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

Sucesso da Netflix retorna com episódios novos depois de quase três anos


Eleven assustada em cena de Stranger Things
Eleven precisa recuperar seus poderes em Stranger Things - Reprodução/Netflix
Por Taty Bruzzi

Publicado em 06/06/2022 às 06:20:00,
atualizado em 06/06/2022 às 10:32:18

Os fãs de Stranger Things já podem comemorar o fim da seca. Maior sucesso da Netflix, a série está com episódios inéditos disponíveis na plataforma de streaming desde o dia 27 de maio. Produzida durante a pandemia, a quarta temporada contém ao todo 9 episódios. Considerada a mais longa e assustadora de todas até agora, acabou sendo dividida em duas partes.

Segundo os irmãos Duffer, criadores da série, a tática foi utilizada para garantir que pelo menos a metade ficasse pronta no prazo, evitando, assim, que os fãs tivessem que esperar ainda mais pelos inéditos. Então, o Volume 1 é composto por 7 episódios, com pouco mais de uma hora de exibição cada, enquanto que o Volume 2 estreia em 1º de julho com os episódios 8 e 9, e com tempo de duração de longa-metragem.

A quarta temporada tem início seis meses após o incêndio em um shopping, provocado por uma equipe russa que pretendia abrir o portal do mundo invertido, e que ocasionou na morte de alguns cidadãos de Hawkins. Entre eles, Hopper (David Harbour).

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

Agora, os moradores da pacata cidade mal retornaram suas rotinas e uma onda de assassinatos volta a assombrá-los. Com Eleven (Milli Bobb Brown) morando na Califórnia ao lado de Will (Noah Schnapp), Jonathan (Charlie Heaton) e da mãe deles, Joyce (Winona Ryder), o restante da turma inicia uma investigação atrás de respostas.

Consequentemente, a produção dará mais notoriedade ao grupo que terá que driblar a polícia e demais moradores da região, revoltados com as mortes em série com características macabras.

Entre os mistérios que rondam a atual temporada está a perda dos poderes de Eleven e a notícia de que o pai adotivo da adolescente sobreviveu, mas foi capturado por soldados soviéticos e está sendo mantido em uma prisão de segurança máxima, que mais lembra um campo de concentração, no Alasca.

Criadores de Stranger Things homenageiam elementos culturais da época

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

O ano era 2015 quando os irmãos Duffer começaram a idealizar Stranger Things. No entanto, em seu roteiro original a produção se chamaria Montauk, uma referência ao município onde se passaria a trama.

A série abordaria teorias de conspiração em cima de experimentos secretos do governo americano em uma base militar de Nova Iorque, na década de 1980. E uma das inspirações dos roteiristas seriam estranhos acontecimentos ocorridos durante a Guerra Fria.

Embora o nome do lugar onde a história se passa tenha sofrido mudança, seus criadores mantiveram no roteiro referências aos elementos culturais da época. No cinema, destaque para os filmes de ficção científica e terror sobrenatural, além de ação e aventura. Obras inspiradas em mestres dos gêneros como Steven Spielberg, John Carpenter e Stephen King.

E ainda, destaques para games, animes, HQs e músicas, tornando a atração nostálgica para o espectador já na casa dos 40 anos e despertando a curiosidade da geração Alpha.

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

Quarta temporada homenageia clássicos de terror dos anos 80

Os autores de Stranger Things prometeram e cumpriram. A quarta temporada da série está ainda mais assustadora, com cenas capazes de fazer o espectador mais sensível fechar os olhos em alguns momentos. A partir daqui contém spoiler.

Levando em consideração que o grupo de amigos agora são adolescentes, a leveza da história, se é que existe, se dará nos dramas particulares da idade. Eleven, por exemplo, passa a duvidar dos sentimentos de Mike (Finn Wolfhard). A menina ainda se torna vítima de bullying na nova escola em que estuda.

Perseguida por um grupo de alunos, em especial a garota mais popular da turma, a adolescente protagoniza uma cena bem familiar aos amantes do mestre do terror, Stephen King.

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

Na sequência, a menina de poderes telecinéticos está se divertindo no ringue de patinação Rink-O-Mania com o namorado, e o amigo Will, quando é humilhada pelos alunos do colégio. 

Assustada, ela tenta sair da pista, mas acaba cercada por um grupo de colegas que riem dela. Quando a música para de tocar, surge um garoto que lhe dá um banho de milk-shake. Eleven vai ao chão e chora enquanto os adolescentes caem na gargalhada.

Qualquer semelhança com o clássico "Carrie - A Estranha (1979)" não é mera coincidência. Baseado no livro homônimo de Stephen King, a protagonista, que também tem poderes telecinéticos como a menina da série, ganha o título de rainha do baile e, no momento de sua coroação, leva um banho de sangue de porco.

Através de uma rede social, o próprio escritor confessou ter reconhecido a referência à sua obra e elogiou a quarta temporada da série, considerada, por ele, a melhor de todas.

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

Já a passagem da personagem Chrissy (Grace Van Dien), primeira vítima de Vecna, nos faz lembrar muito do clássico "A Hora do Pesadelo" (1985). A líder de torcida entra em uma espécie de transe antes de morrer.

Assim como na trilogia, cuja as vítimas eram assassinadas por Freddy Krueguer durante o sono, é como se a mocinha estivesse em um sonho quando, na verdade, está no mundo invertido. 

No nosso mundo, Eddie (Joe Quinn) tenta acordá-la e não consegue. De repente, ela começa a levitar na frente do roqueiro, tem seus ossos quebrados é os olhos arrancados.

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

Protagonista da franquia cinematográfica, Robert Englund participa da quarta temporada de Stranger Things no papel de Victor Creel, um ex-soldado preso em um hospital psiquiátrico, acusado de matar a mulher e um dos filhos, na década de 1950. O personagem seria a primeira vítima de Vecna.

Antes mesmo de sua aparição, no quarto episódio, seu nome é citado pelo tio de Eddie, como suposto culpado pela morte de Chrissy, e sendo comparado a Michael Myers, o serial killer da trilogia "Halloween" (1978), de John Carpenter. O homem chega a chamá-lo de "bicho-papão", mesmo apelido do vilão do filme.

É também no quarto episódio que Max (Sadie Sink) descobre que será a próxima vítima de Vecna. A estudante chega a entrar em transe e surge no mundo invertido, e só consegue se livrar da criatura graças à dica de Creel.

No caso, o grupo de amigos descobre que a chave está em colocar a música favorita da menina para tocar. Ao escutá-la, a ruivinha consegue escapar do mundo invertido.

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

A canção Running Up That Hill, do álbum de Kate Bush, Hounds of Love (1985), se tornou a 4ª música mais ouvida no mundo, 37 anos após seu lançamento, 48 horas depois da estreia dos novos episódios de Stranger Things na Netflix.

A sequência em que Max levita lembra "It - A Coisa" (1986), mais uma obra de Stephen King adaptada para o cinema. Aliás, às referências do livro na série são muitas.

A começar pelo fato de o intervalo dos ataques de Vecna levarem 30 anos, enquanto que de Pennywise, o palhação que atacava criancinhas, foi de 27 anos. Sádico, o demônio ainda gosta de brincar com suas vítimas antes de matá-las e tem uma casa como esconderijo.

Mais referências e easter eggs

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

- Karate Kid (1984): sucesso dos anos 80, a trilogia contava a história de Daniel LaRusso (Ralph Macchio), um novato que sofre bullying e decide aprender caratê para se livrar dos valentões da escola. Na série, Murray Bauman (Brett Gelman) se defende lutando artes marciais enquanto ele e Joyce tentam resgatar Hopper  dos soviéticos.

- Curtindo A Vida Adoidado (1986): logo no primeiro episódio, Suzy (Gabriella Pizzolo) invade o sistema da escola Hawkins para adulterar a nota do namorado, Dustin (Gaten Matarazzo). A cena lembrou a sequência em que Ferris Buller (Matthew Broderick) adultera seus números de faltas.

Cheech & Chong (1978): quando Eddie desaparece, Robin (Maya Hawke), Max (Sadie Sink), Steve (Joe Keery) e Dustin tentam encontrá-lo pelo sistema da locadora de vídeos. Na busca, surge uma lista de filmes estrelados pela dupla Cheech & Chong, dois hippies sem noção que andam de van e fumam maconha. Na nova temporada, Jonathan e seu amigo, Argyle (Eduardo Franco), andam em uma van e adoram uma erva.

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

- Star Wars (1977): a franquie é recordada em pelo menos dois momentos. O primeiro, quando Dustin e Mike associam a entrada de Lucas no time de basquete em detrimento do clube de RPG, e o acusam de ser levado para "O lado sombrio da Força". A segunda citação na última batalha de "Dungeons & Dragons", do clube Hellfire. Dustin joga os dados e repete a fala de Han Solo: "Nunca me diga as probabilidades".

- ET. O Extraterrestre (1982): o clássico de Steven Spielberg é homenageado na sequência em que a turminha foge de bicicleta da polícia para salvar os amigos que estão presos no mundo invertido, igual as crianças fizeram no filme, ajudando o pequeno alienígena a voltar para casa.

- O Senhor dos Anéis (2001): líder do clube de RPG Hellfire, Eddie cita uma passagem do filme quando ele e os amigos se encontram, na pedra da caveira, e criam uma estratégia para procurar Vecna. O metaleiro compara a missão com a dos Hobbits a caminho de Mordor.

Stranger Things: 4ª temporada traz referências à clássicos de terror dos anos 80

-RPG, demonização do jogo e Ozzy Osbourne: nos anos EUA dos anos 1980, o RPG (Role Playing Game) era associado ao diabo, chegando a ser banido em alguns Estados. Na série, Jason Carver (Mason Dye) associa o Hallfire Club ao satanismo e sacrifício humano depois que Eddie se torna suspeito pela morte de Chrissy. O metaleiro tem esse nome em homenagem a Ozzy Osbourne, líder da banda Black Sabbath, conhecido por já ter comido um morcego. O próprio Eddie cita o fato depois que Steve trava uma batalha com morcegos no mundo invertido.

-Polthergeist - O fenômeno (1982): Dustin descobre um mini-portal para o mundo invertido na casa de Eddie. Ele e os amigos fazeem uma corda de lençol e jogam para o outro lado, para resgatar o restante da turma. No filme, Carol Anne é resgatada da mesma forma pela especialista em fenômenos paranormais. 

- Ghostbusters (1984): a franquia já havia sido citada na segunda temporada da série, quando o grupo de amigos de Hawking surge vestindo macacões iguais aos caça-fantasmas. Agora, é possível reconhecer um botton do filme preso na mochila de Dustin, quando eles invadem a mansão onde Vecna se esconde.

Confira mais segredos de Stranger Things:

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias