Reportar erro
Nova queridinha

Cinco razões para assistir I May Destroy You, nova sensação da HBO

Produção inglesa da HBO trata de assuntos polêmicos

Divulgação de I May Destroy You
I May Destroy You tem feito sucesso ao redor do mundo - Foto: Divulgação/HBO
Redação NT

Publicado em 07/08/2020 às 06:18:00

A série I May Destroy You é a nova queridinha do público e dos especialistas, sendo comparada com o fenômeno Fleabag. A produção é uma parceria da HBO com a BBC e a produção foi criada na Inglaterra pela roteirista e atriz Michaela Coel. Todos os 12 episódios foram exibidos no Brasil e agora estão disponíveis no HBO GO, plataforma de streaming do canal pago, e chama atenção por abordar temas como racismo e estupro.

Apesar de ter tido apenas uma temporada, muitos fãs de série estão conhecendo rapidamente a produção e sua repercussão vem crescendo semana após semana em todo planeta. Por conta disso, o NaTelinha escolheu cinco razões para assistir à trama.

Confira:

Estupro

Cinco razões para assistir I May Destroy You, nova sensação da HBO

O pontapé inicial da história começa com o estupro da protagonista Arabella (Michaela Coel). O abuso sexual ocorreu após ela tomar uma dose de Boa Noite, Cinderela depois de uma noitada com seus amigos. Ela não se lembrar com detalhes como tudo aconteceu, mas lembranças aparecem aos poucos na sua mente.

Seu melhor amigo, Kwame (Paapa Essiedu) também foi estuprado e os dois tentam reconstruir suas vidas em Londres. O enredo mostra as dificuldades que enfrentam com os traumas, mas tudo feito com bom humor e fugindo de qualquer tipo de melodrama.

Racismo

Cinco razões para assistir I May Destroy You, nova sensação da HBO

Os personagens são descendentes de ganeses e, como vivem na Inglaterra, enfrentam diversos problemas de racismo. Contudo, diferente do que o público brasileiro está acostumado, os personagens não ficam abatidos com a discriminação e zombam do comportamento de brancos que vivem na terra da rainha.

Um dos maiores exemplos de como a comunidade negra se comporta no Reino Unido é o episódio seis, quando é mostrado os personagens negros unidos para combater a mentira feita por uma jovem branca.

Humor ácido

Cinco razões para assistir I May Destroy You, nova sensação da HBO

Há estupro, machismo, racismo, entre tantos temas fortes, mas tudo é tratado com muito humor. Só que a comédia passa longe do pastelão. O roteiro aposta no humor ácido, cheio de referências e jogando no ouvido dos telespectadores os preconceitos que há na sociedade.

O roteiro de Michaela Coel é considerado pelos especialistas o ponto alto da produção, porque consegue inserir situações dramáticas nas cenas, contudo, sem tirar a característica sarcástica dos personagens.

Selo HBO

Cinco razões para assistir I May Destroy You, nova sensação da HBO

Considerada a emissora que melhor sabe produzir série nos Estados Unidos e Reino Unido, a HBO aposta alto em I May Destroy You para ganhar as principais premiações da televisão, como Globo de Ouro, SAG, BAFTA, Emmy, entre outros.

O selo HBO é muito prestigiado e a emissora é detentora do maior número de Emmy no século. Game of Thrones, The Sopranos e Veep são três exemplos de trabalhos bem-sucedidos do canal pago. Por conta disso, I May Destroy You é uma das favoritas para conquistar os especialistas.

Anti militância

Cinco razões para assistir I May Destroy You, nova sensação da HBO

Com os protestos anti-racismo e as campanhas contra o abuso sexual, I May Destroy You tinha tudo para ter um discurso militante e politicamente correto, mas a produção segue caminho oposto e coloca todos os pontos de vista na história sem vilanizar os personagens.

Um dos exemplos é quando uma mulher finge ter sido abusada sexualmente para prejudicar um homem. Outro ponto levantado é o estupro ocorrendo entre homossexuais e como mulheres são melhores atendidas neste caso em comparação com os homens. Tudo tratado de forma nua e crua.

Mais Notícias