Por onde anda

Ator de O Cravo e a Rosa relata racismo nos bastidores: "Muito latente"

Luiz Antonio do Nascimento está com 35 anos e toca escola de teatro com a esposa


À esquerda, Luiz Antonio do Nascimento em O Cravo e a Rosa como Buscapé; à direita, o ator hoje, aos 35 anos
"Ouvia coisas como ‘eu não vou ficar aqui’, a chegar ao ponto de não querer ocupar o mesmo espaço que eu", revelou Luiz Antonio do Nascimento - Foto: Reprodução/Globo e Reprodução/Instagram

Luiz Antonio do Nascimento teve uma de suas primeiras experiências como ator ao dar vida ao Buscapé da novela O Cravo e a Rosa, atualmente em reprise na Globo. Em entrevista divulgada nesta quarta-feira (29), ele falou sobre o trabalho na trama, exibida originalmente entre 2000 e 2001, e também abriu o jogo sobre o racismo sofrido na época e como está sua vida hoje em dia.

Em O Cravo e a Rosa, Luiz Antonio do Nascimento teve apoio dos colegas de elenco, como revelou na entrevista à Marie Claire. “O Ângelo Antônio me deu um monte de livros sobre teatro. Tinha uma troca muito constante. O Ney Latorraca me ajudava muito, ele me direcionava. E a Adriana Esteves me adotou como filho”, relatou.

Atualmente, aos 35 anos, ele é dono de uma escola de teatro, a L2 In Cena, com a esposa, Livia Thaynara (foto abaixo), e escreveu um livro voltado ao público infantil, As Aventuras de Flora e Espeto. Ainda neste ano, sairá a segunda publicação, também direcionada para crianças. O casal também faz planos de ter filhos em breve.

“Ouvia coisas como ‘eu não vou ficar aqui’”, diz o Buscapé de O Cravo e a Rosa

Ator de O Cravo e a Rosa relata racismo nos bastidores: \"Muito latente\"

Após O Cravo e a Rosa, em que atuou quando tinha 13 anos, Luiz Antonio fez outras novelas na Globo. Destacou-se em tramas criadas pelo autor Walcyr Carrasco para a faixa das 18h da emissora: A Padroeira (2001) e Chocolate com Pimenta (2003). Ele lamentou a falta de representatividade na TV e relatou ter sido vítima de racismo nos bastidores:

“Quando fiz a novela, lembro que o preconceito era muito latente. Ouvia coisas como ‘eu não vou ficar aqui’, a chegar ao ponto de não querer ocupar o mesmo espaço que eu. No sentido de eu não ser elenco. Hoje o que eu sinto é que a gente está tendo que se colocar. É uma briga constante que desgasta muito.”

Recentemente, quem também deu as caras foi Thaís Müller, a Fátima da novela. Hoje, prestes a completar 30 anos, ela segue a carreira de atriz, com trabalhos no teatro – na TV, o mais recente foi em Gênesis (2021). Além disso, lançou neste ano uma linha de camisas sustentáveis.

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias