Bastidores

Acidente com atores e treta: Os 20 anos de Esperança na Globo

Esperança teve vários problemas nos bastidores e audiência fraca


Ana Paula Arósio na pele de Camille; Benedito Ruy Barbosa sério
Acidente com atores e treta de autores: Os 20 anos da novela complicada na Globo - Foto: Reprodução

Se a esperança da Globo era produzir uma novela de sucesso para manter o entusiasmo do público vindo de O Clone (2001), a emissora se frustrou ao apresentar uma trama com muitos problemas nos bastidores. A esperança só ficou mesmo no título do folhetim assinado por Benedito Ruy Barbosa, com seu primeiro capítulo exibido em 17 de junho de 2002, há exatos 20 anos. O próprio autor teve que reformular a concepção de sua obra, ao ver que a Globo havia mostrado a atmosfera em uma minissérie (no caso, Aquarela do Brasil, em 2000).

A ideia era que Benedito escrevesse uma continuação de Terra Nostra (1999), mas após a frustração do escritor, ele teve de abandonar a ideia de seguir a saga e criou uma novela diferente. Assim finalmente a produção ganhou o título de Esperança e saiu do papel.

Mesmo com a negativa de fazer a continuação de Terra Nostra, o novo folhetim teve os mesmos elementos da trama anterior, a começar pelo sotaque italiano dos personagens e a presença de Ana Paula Arósio, Raul Cortez e Maria Fernanda Cândido como na obra de 1999. Mas nem o elenco de peso foi capaz de vestir a camisa da novela, já que eram constantes os atrasos da entrega dos capítulos e a insatisfação geral da equipe.

Benedito Ruy Barbosa abandona Esperança após frustração

Acidente com atores e treta: Os 20 anos de Esperança na GloboReynaldo Gianecchini e Priscila Fantin eram os protagonistas de Esperança. Foto: Reprodução

Sem material para levar ao ar, a direção assinada por Luiz Fernando Carvalho, teve que se virar nos trinta e recorrer a cenas de flashback para preencher o espaço do que ia ao ar, prejudicando a audiência que já estava baixa por conta do horário político e Copa do Mundo. Com a pressão e a estafa batendo na porta, Benedito Ruy Barbosa chegou ao limite e abriu mão de continuar a novela.

No seu lugar, Walcyr Carrasco assumiu o texto e deu novas dinâmica e rumo para o folhetim, criando novas histórias e personagens. Quem não gostou nada das alterações foi Benedito, que acusou Carrasco de ter mudado completamente a narrativa da história original. O fato é que, com as mudanças, o público voltou a se interessar pela trama e a audiência subiu.

Além do estresse por conta dos atrasos nas gravações, fazendo com que os atores não pudessem assumir outros compromissos profissionais, o elenco também enfrentou baixas durante a exibição. Ana Paula Arósio vivia Camilli, a antagonista da trama, e dava sua personagem uma angústia pela perda de um amor.

Atores sofrem acidente em gravação de Esperança

Acidente com atores e treta: Os 20 anos de Esperança na GloboGianecchini e Arósio em cena de Esperança - Foto: Reprodução

Em uma cena de força com Reynaldo Gianecchinni, Arósio torceu o pé e o artista quebrou um dente. Além disso, o ator Luís de Lima, que fazia uma participação na novela interpretando Antônio, morreu durante a novela. Apesar dos tropeços, a trama ainda foi reconhecida pela bela direção de arte e fotografia colocada em cena, além de Ana Paula Arósio ter sido premiada com o Troféu Imprensa de melhor atriz de 2002.

Depois de longos 209 capítulos, Esperança foi marcada como uma das novelas mais problemáticas da década e amargando 38 pontos de média de audiência, considerada uma das mais baixas da história da faixa das 8 da Globo.

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias