Reportar
erro
Cadê?

O Clone: Globo corta cena épica e revolta público

Emissora mutilou cena esperada pelos telespectadores do Vale a Pena Ver de Novo


Nando e Escobar brigam na sala
O Clone: Globo corta cena épica e revolta público - Foto: Reprodução
Por Redação NT

Publicado em 02/05/2022 às 19:59:00

Nesta segunda-feira (2), a Globo exibiu o tão esperado capítulo de O Clone em que deveria acontecer a briga de Escobar (Marcos Frota) com Nando (Thiago Fragoso), após surto do jovem por causa do uso de drogas. Na web, muitos internautas ficaram ansiosos pela sequência em que os personagens se agridem fisicamente pela sala da casa, numa das cenas de briga mais memoráveis da história das telenovelas.

Contudo, para a frustação do público, a sequência foi cortada pelo canal. O episódio exibido no Vale a Pena Ver de Novo (150), que durou pouco mais de 1h de duração no ar, equivaleu todo capítulo 205 e quase todo capítulo 206 da versão original, exibidos nos dias 27 e 28 de Maio de 2002, e que possuem 58 e 56 minutos respectivamente.

Na edição desta segunda-feira, foram cortados 41 minutos de ambos os capítulos, incluindo a cena tão esperada da novela de Gloria Perez. "A Globo cortou a cena inteira: Nando agredindo o pai Escobar, a entrega do Thiago Fragoso e do Marcos Frota nessa cena é incrível. Escobar tomou conhecimento da pior forma do estado que o filho está e de um pouco do que Clarisse passa há muito tempo", escreveu um fã no Twitter.

"Se ela cortou essa, imagine o que vai fazer com A Favorita", palpitou outro seguidor, citando a substituta de O Clone no Vale a Pena Ver de Novo. "Se a Globo cortou essa cena de O Clone imagina o que vai fazer com as de Flora em A Favorita aff", reclamou outro. 

Marcos Frota relembra cena de briga em O Clone

imagem-texto

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, Marcos Frota relembrou a sequência forte da novela da Gloria Perez. "É quando o pai não tem mais diálogo com o filho e vice-versa, e explode a agressão como única forma de expressão de dor e de confusão mental, de distúrbio espiritual", define o ator.

“Nós ensaiamos muito a cena tecnicamente, mas se bem me lembro o diretor era o Jayme Monjardim, que liberou para que fizéssemos na real, apenas tomando cuidado para que a agressão fosse técnica, mas demonstrando um pouco a violência e a falta de diálogo entre pai e filho.”

 

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias