Cifras altas

Pantanal dá lucro milionário, tem fila de anunciantes e pode fazer história

Novela vem conseguindo número alto de patrocinadores e merchans


Alanis Guillen, como Juma de Pantanal, segurando uma espingarda
Pantanal tem valores milionários na Globo - Foto: Divulgação/Globo
Por Daniel César

Publicado em 15/02/2022 às 08:39:00,
atualizado em 15/02/2022 às 08:51:35

Pantanal pode até ser a novela mais cara da história da Globo e caminha para isso a passos largos, mas o investimento, até o momento tem razão de existir. A produção escrita por Bruno Luperi e protagonizada por Alanis Guillen, com base no texto original de Benedito Ruy Barbosa para a TV Manchete em 1990, já dá lucro para a emissora carioca, com direito a fila de patrocinadores e merchans.

O NaTelinha apurou que, poucos mais de um mês antes da estreia, Pantanal já faturou cifras que beiram os R$ 500 milhões, o que coloca a trama com longa margem de lucro. Isso porque, a trama será a mais cara da história do canal, com custos bem acima de R$ 1 milhão por capítulos e num total que podem ultrapassar a barreira dos R$ 200 milhões.

Para entender o fenômeno comercial de Pantanal, é preciso voltar no tempo, no momento em que Ricardo Waddington decidiu que o remake deveria ir para a faixa das 21h e não ficar restrito ao Globoplay. Ali, o diretor viu potencial para transformar a novela da Manchete num marco da Globo no século XXI. Todo o departamento comercial e de marketing do canal foi acionado para trabalhar em planos que dessem condições de lucratividade, isso porque, Waddington deu sinal verde para abrir os cofres.

Papinha, o diretor artístico da trama, comanda um orçamento milionário e que já sofreu pelo menos dois "rombos". Os gastos, que já eram altos, cresceram muito por causa das gravações com protocolos sanitários por causa da Covid-19. A suspensão do início das gravações, em 2021 e mais recentemente por causa do surto da ômicron, só elevaram ainda mais os custos de produção e de elenco.

Pantanal com ações de merchan

Fontes do departamento comercial da Globo confirmou ao NaTelinha que todas as cotas de patrocínio de Pantanal estão fechadas há, pelo menos seis meses. Além disso, há fila de anunciantes, buscando algum espaço de inserção em merchan dentro dos capítulos - que seguem sendo escritos, já em reta final. Com tamanha procura, é evidente que a Globo inflacionou os preços e está cobrando muito mais do que, por exemplo, um anúncio em Um Lugar ao Sol.

Sob a condição de anonimato, por conta de contrato de confidencialidade, um produtor confirmou que uma empresa chegou a pagar 40% a mais do praticado no mercado apenas para ter seu produto anunciado dentro da novela, já nos primeiros capítulos da trama, ainda quando houver a presença de nomes fortes da casa, como Juliana Paes.

Com isso, a emissora carioca está perto de faturar R$ 500 milhões antes de Pantanal entrar no ar e existe a expectativa de que este número possa dobrar durante a exibição. Nos bastidores, comenta-se que dificilmente a trama não irá emplacar no Ibope e, em caso de sucesso, com esse ponto de partida, ela pode chegar a números conquistados por Avenida Brasil (2012) e A Dona do Pedaço (2019.) 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias