Reportar erro
Circo dos horrores

Tensão, fingimento e revelações chocantes: O julgamento de Josiane em A Dona do Pedaço

Reta final da novela promete um circo de horrores no aguardado momento

Agatha Moreira
Josiane pega pena máxima em A Dona do Pedaço - Reprodução/TV Globo
Taty Bruzzi

Publicado em 05/11/2019 às 06:58:00

Nos próximos capítulos de A Dona do Pedaço o destino de Josiane (Agatha Moreira) começa a ser traçado. Acusada pelas mortes do Jardel (Duio Botta) e do namorado do mordomo, a vilã vai parar na cadeia. Téo (Rainer Cadete) será peça fundamental no caso uma vez que o fotógrafo foi vítima da ex-namorada.

Assim, o julgamento da filha da Maria da Paz (Juliana Paes) será marcado por momentos de tensão e revelações bombásticas, agitando ainda mais a trama assinada por Walcyr carrasco nesta reta final.

Confira! 

Coagida, Fabiana mente em depoimento a favor de Jô

Tensão, fingimento e revelações chocantes: O julgamento de Josiane em A Dona do Pedaço 

Para evitar processo, Fabiana (Nathalia Dill) concorda em depor a favor de Josiane depois de ser coagida por Tibério (Vandré Silveira), advogado da filha da Maria da Paz indicado por Amadeu (Marcos Palmeira), pai da vilã.

“O fato é que se ela te denunciar por extorsão... Você pode acabar na cadeia”, argumenta o defensor. Assustada com a possibilidade de ir presa, a irmã da Vivi (Paolla Oliveira) concorda em depor a favor da pilantra. 

“Em troca ela se compromete a não dar queixa por extorsão?’, indaga Fabiana. “Só me diga o que devo fazer. Sabe, eu gosto muito da Jô. Vou adorar se for absolvida. Pobrezinha”, afirma Fabiana. 

No dia do seu depoimento, a pilantra acaba metendo os pés pelas mãos e será desmascarada pelo promotor. “Comprou a fábrica da Josiane, certo? As informações que eu tenho é que comprou por um preço muito menor do que o valor de mercado”, questiona o  jurista. 

“Ela queria dinheiro na mão. Na época, eu estava saindo da construtora, comprei a fábrica, mas não foi tão abaixo do valor. Na verdade, nem tinha capital de giro. Eu lutei muito para refazer o capital’, se defende. 

Assim, Fabiana alega que batalhou muito para conseguir repor o capital de giro. Revoltado com as declarações da megera, Amadeu a chama de mentirosa e alega que isso só foi possível extorquindo sua filha. 

“Há evidências de que chantageava a acusada”, diz o promotor. Então, o jurista indaga se Fabiana não tinha em seu poder a foto que incriminava a ré. “Dona Fabiana, nós sabemos que tirou aquela foto. E que viu quando a ré atirou o mordomo para a morte. É a única testemunha ocular. Não minta! Viu quando ela matou Jardel”, rebate. 

Fabiana tenta se esquivar novamente, apela para sua formação dentro de um convento e ameaça processar o promotor. Nesta hora, o advogado da Jô intervém e acusa o promotor de estar coagindo a testemunha.  

A ex-noviça e aproveita e finge estar passando mal para se livrar de ser desmascarada. “O senhor está me agredindo. Eu estou me sentindo mal”, alega. “Diga que viu o crime ser cometido”, pressiona o promotor.  

As cenas vão ao ar a partir do capítulo do dia 11 de novembro. 

Téo relata momentos de terror ao lado de Jô e jurados se chocam

Tensão, fingimento e revelações chocantes: O julgamento de Josiane em A Dona do Pedaço

Téo se apaixonou por Josiane à primeira vista, mas a patricinha só usou o fotógrafo. Quando descobre que foi a amada quem matou Jardel, o rapaz é atacado por ela com um picador de gelo e quase morre.  

Recuperado, o jovem será a principal testemunha no julgamento da vilã. “A Jô matou o Jardel”, dirá em depoimento. “Quem tinha a foto era a Fabiana. La tirou a foto, chantageou a Jô. Sei que ela negou isso no tribunal, mas chantageou”, entrega Téo.

O fotógrafo explica que conseguiu a imagem depois de colocar um aplicativo espião no celular da ex-noviça e o arquivo ser copiado para o seu telefone. “Quando eu encontrei o arquivo fiquei surpreso. Chocado”, relata. 

“O que aconteceu depois?”, indaga o promotor. “Eu achava que a Jô tinha mudado. Saí com ela, falei da foto e prometi não mostrar a ninguém”, continua seu depoimento. “Prometeu não mostrar?”, questiona o jurista. 

“Eu achei que ela estava apaixonada por mim. Que pelo amor tinha se transformado. Eu não ia mostrar a foto, ia apagar. Fomos para um motel, para comemorar nossa união, nossa felicidade”, conta Téo. 

“O que aconteceu, então?”, insiste o promotor. “Quando a gente se beijou, quando íamos fazer amor, ela me atacou com o picador de gelo. Me picou inteiro. Acreditou que eu estava morto. E estaria, se ela não tivesse acreditado nisso. Ela me atacou quando eu declarei amor”, revelou.  

“A Jô é uma assassina fria. A Jô mata quem está no caminho dela! A Jô tentou me matar! A Jô me usou. Me usou e depois tentou me matar”, acusa o fotógrafo deixando a todos estarrecidos. 

A sequência vai ao ar dia 11 de novembro. 

Depoimento de Eusébio perde valor por ele ser considerado louco

Tensão, fingimento e revelações chocantes: O julgamento de Josiane em A Dona do Pedaço 

No circo de horrores que será transformado o julgamento da Josiane, Eusébio (marco Nanini) será convocado a depor, mas passará por louco em pleno tribunal. Recentemente, o pai do Rock (Caio Castro) tem protagonizado cenas bizarras por causa da sua “mão boba”. 

Durante depoimento, ele explica que conhece Josiane desde criança e afirma que a filha da Maria da Paz sempre teve caráter duvidoso. “A Josiane faria qualquer coisa por dinheiro. Até matar!’, afirma. “A Josiane nunca teve caráter”, diz Eusébio.

De repente, a mão da testemunha dá um tapa nele mesmo e Eusébio começa a discutir com seu membro. “Desculpem! É minha mão”, diz ao juri. O promotor dispensa a testemunha e sua mão lhe joga uma caneta. “Controle-se!”, dirá o Juiz. “Foi minha mão”, defende-se Eusébio.

“Senhor Eusébio, ouvi com atenção seu depoimento. Causou-me espécie o fato de que... Deu um tapa no senhor mesmo, puxou seus cabelos, atirou um objeto no promotor”, alega o advogado da Jô. 

“Não fui eu, foi a minha mão. Ela só faz o que quer nos últimos tempos. Eu tento controlar, mas é forte”, se defende o pai do boxeador. “Quer dizer que sua mão tem vida propria?”, indaga Tibério. 

Diante da afirmativa de Eusébio, o advogado de defesa irá concluir que a testemunha tem algum problema mental e solicita que o depoimento de Eusébio seja retirado dos autos por desequilíbrio mental. 

A cena vai ao ar dia 11 de novembro.

Maria da Paz se diz culpada pelos crimes da filha

Tensão, fingimento e revelações chocantes: O julgamento de Josiane em A Dona do Pedaço

Em ato de desespero, Maria da Paz assume culpa pelos assassinatos no lugar da filha, Josiane. A declaração será dada durante depoimento da boleira, deixando o juro completamente chocado. 

A capixaba conta que perdeu tudo por causa de uma armação da filha, que mantinha um caso com o marido da mãe, Régis (Reynaldo Gianecchini), e relata como tomou conhecimento da traição dos dois. 

“Eu falhei na missão mais importante da vida de uma mãe. Eu não soube criar minha filha. Eu que errei, eu que quero ser presa. Filha, diz que tudo é mentira, diz que é inocente. Diz que eu saio daqui deste banco e te abraço, te defendo até a morte”, chora Maria da Paz. 

Sem demonstrar qualquer arrependimento, Jô acusa a mãe de fazer todo esse drama para prejudicá-la ainda mais. “Minha mãe está fazendo jogo. Quer me derrubar!”, declara a malvada que será defendida por Tibério. 

“Foi com essas mãos aqui fazendo bolo que eu te criei e dei de comer. E foi com essas mãos que te estraguei, te mimei... Mas não me importa mais quando você diz que sou brega, que sou boleira... Tudo isso aconteceu seu juiz, seus jurados... Talvez a culpa dos crimes seja minha”, alega Maria da Paz. 

Depois que a mãe da Josiane for dispensada pela promotoria, o advogado da moça afirma não ter perguntas para a testemunha. Tibério percebe que o juri ficou perplexo com as declarações da boleira e acha melhor encerrar por ali para não prejudicar ainda mais sua cliente. 

Chamada a depor, Jô se declara inocente no caso do garoto de programa, namorado de Jardel. Além disso, a ex-blogueira afirma que Téo está tentando se vingar dela por causa da traição e diz que empurrou Jardel sem intenção de matá-lo. 

Josiane ainda afirma que nunca teve uma relação de afeto com a mãe, Maria da Paz. Diante dos fatos, o júri não se deixa intimidar e declara a moça culpada pelos crimes, condenando-a a 30 anos de reclusão. 

A sequência vai ao ar no capítulo do dia 9 de novembro.

Josiane é condenada e Maria da Paz comemora desfecho com sexo

Tensão, fingimento e revelações chocantes: O julgamento de Josiane em A Dona do Pedaço

Sofrendo com o rumo que Josiane deu para sua vida, Maria da Paz se fica arrasada com a condenação da filha e será consolada por Amadeu (Marcos Palmeira), que acaba levando a boleira para a cama. 

Os dois se encontram na casa da Marlene (Suely Franco), no quarto ocupado pela mãe da vilã. Durante uma conversa, ela chora muito pelo que aconteceu à filha do casal, os dois se beijam e acabam se amando ali mesmo. 

“Eu queria tanto recomeçar a vida... Começar tudo de novo”, diz Maria da Paz. “Ei também. Queria ser teu apoio, teu conforto... Se está cansada de chorar, se o corpo dói... Me abraça”, responde Amadeu. 

“Amadeu... Você é meu apoio, é meu único conforto nessa hora”, se declara a boleira. Assim, os dois passam uma noite quente juntos. Dali em diante, o casal resolve dar uma chance a esse amor que sempre existiu. 

As cenas vão ao ar no dia 12 de novembro.  

Mais Notícias