Reportar erro
Exclusivo

Paulo Cintura detona "A Força do Querer", defende intervenção militar e quer Bolsonaro presidente

Sem medo de expor suas opiniões, ator critica ideologia de gênero e a nova "Escolinha"

paulocintura(2)_10571d592b655c8df8c4874776e35848bf91cd69.jpeg
Reprodução
Sandro Nascimento

Publicado em 06/10/2017 às 06:30:56

"Saúde é que interessa e o resto não tem pressa". Nos anos 90, com seu famoso bordão, o ator Paulo Cintura fez parte durante cinco anos da "Escolinha do Professor Raimundo", na Globo.

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, sem fugir de polêmicas, Cintura se demonstra chateado com a nova versão do humorístico de Chico Anysio, que diz ser a "Escolinha dos Traíras". Ele ainda classifica a novela de Gloria Perez como a "Escolinha do Crime" e justifica: "Não deveria ter isso de jeito nenhum. Na época do Roberto Marinho e do Boni, eu duvido que isso passaria".

Aos 67 anos, Cintura continua assíduo na academia e não possui o hábito de fumar e nem beber. No início do ano, participou da série nacional "Prata da Casa", do grupo Fox, onde foi um personal trainer evangélico.

Grande defensor da candidatura de Jair Bolsonaro à presidência da República em 2018 e apoiador de uma intervenção militar no país, Paulo Cintura repudia a ideologia de gênero e sua discussão na TV. “Eu acho que isso não poderia ter colocado num canal aberto, criança vê, ela é sugestionada e fica em dúvida: 'o que é que eu sou? Sou menino ou menina?'", opina sobre a trama da transexualidade de Ivana/Ivan (Carol Duarte) em "A Força do Querer".

Confira a entrevista na íntegra:

Escolinha dos Traíras

Paulo Cintura detona \"A Força do Querer\", defende intervenção militar e quer Bolsonaro presidente

Isso que tá no ar (nova "Escolinha do Professor Raimundo") eu acho a "Escolinha dos Traíras". Uma das maiores covardias do mundo. Eu acho que a emissora não está preservando o acervo cultural dela. Tem caras lá que passam dificuldades financeiras que você nem acredita.

Você acha certo pegar um cara estranho pra fazer um personagem que você glorificou, glamourizou e copiar e depois ainda ganha uma grana em cima? E ainda não repassar nada para o original ou para família do cara que morreu? Eu acho isso uma covardia incalculável. Os caras fizeram uma "Escolinha dos Traíras" e pegaram uma panela deles. A emissora é conivente. As portas fecham para mim em determinados setores porque eu falo que eu penso.

Qualquer um que defenda a ideologia de gênero para mim é excremento e lixo.

Paulo Cintura

"A Força do Querer"

Eu acho a Gloria (Perez) e a Juliana (Paes) totalmente fora da noção. Uma sai com uma bandida e diz que ela é magnética, determinada e raçuda. Nunca vi isso de elogiar bandido, uma mulher (Fabina Escobar) que é criminosa. A outra eu coloquei como mente amargurada e quer destruir a família de todo mundo. Não entendo a cabeça dela. Pra mim essa pessoa tem que ter uma cabeça doente. A turma diz: "Ela é uma grande autora", isso pra mim não é nada.

- Bibi é presa no último capítulo de "A Força do Querer" e atores gravam cena no improviso

- "O Brasil é um país tremendamente racista e finge que não é", diz Walcyr Carrasco

Na minha opinião, uma pessoa que vai à TV e fomenta isso de uma forma que fosse a mais normal do mundo, não é boa da cabeça. Sou da antiga, não adianta.

Eu acho que isso (transexualidade de Ivan/Ivana) não poderia ter colocado num canal aberto, criança vê, ela é sugestionada e fica em dúvida: "o que é que eu sou? Sou menino ou menina?". Quem deve mandar na criança é o pai e a mãe. Quer falar do tráfico de drogas? Acho ótimo. Mas precisa ensinar direitinho? Não precisa. Essa novela virou a "escolinha do crime", ensinando o cara a ser bandido.

Glorifica, glamouriza a bandidagem e deprecia as mulheres. Não deveria ter isso de jeito nenhum. Na época do Roberto Marinho e do Boni, eu duvido que isso passaria. Mas as pessoas acham que isso é uma modernidade, eu não acho. As pessoas acham que é uma evolução. Isso pra mim é uma involução. Esse negócio de "A Força do Querer", quando saiu essa bobagem da Juliana falando que a mulher é raçuda, eu fiz um apanhado de coisas e mandei para a polícia e juízes. Eu me coloquei à frente e perguntei para os caras: "vocês não vão fazer nada?".

O NaTelinha procurou a autora através da Globo para se manifestar. A emissora disse através da sua assessoria que "não vai comentar as declarações de Paulo Cintura".

- Felipe Neto questiona investimento publicitário na Globo e discute com herdeiro do grupo no Rio

- Silvio Santos liga no jornalismo do SBT, reclama de reportagens e exige notícias mais factuais

Apoio ao Bolsonaro

Eu conheço Bolsonaro de ir à feira com ele todo domingo, de andar no calçadão, vou no aniversário da filha dele, ou seja, eu convivo com ele. Bolsonaro é a única pessoa que pode melhorar o Brasil. Eu acredito de fato nisso.

Paulo Cintura detona \"A Força do Querer\", defende intervenção militar e quer Bolsonaro presidente

O nosso país tem duas saídas: uma intervenção círculo militar ou o Bolsanaro como presidente. Eu vivi na época de 64, eu peguei todo o regime militar, eu fui em passeata e quis brigar com o pessoal da DOPS (Departamento de Ordem Política e Social), quando tinha 14 anos de idade. A melhor época da vida do povo brasileiro foi quando teve o regime militar. Nunca houve ditadura militar, houve regime militar, se tivesse ditadura não teria eleições para prefeito e governador como tinha antigamente.

- Em último jogo das Eliminatórias, "A Força do Querer" vira novela das 22h

Ditadura é o que vivemos agora, o governo faz o que ele quer, faz as leis e ele mesmo se defende. Um solução rápida agora seria uma intervenção círculo militar e depois uma eleição democrática para presidente. Agora, sou a favor de uma eleição democrática, desde que todos esses que estão envolvidos em falcatruas não possam participar.

Ideologia de gênero

A mulher quer virar homem e o homem quer virar mulher, isso é problema de cada um. O que eu não admito e nem o Bolsonaro é a ideologia de gênero.

O cara querer colocar isso goela abaixo das pessoas eu não acho certo. Acho que a ideologia de gênero é a coisa mais absurda do mundo. Eu chamo os caras de excrementos, de lixos, essa é a minha opinião. Pode ser quem for: político, empresário, artista, ator de novela... Qualquer um que defenda a ideologia de gênero para mim é excremento e lixo.

- Aos 75 anos, Susana Vieira revela segredo e manda recado aos vegetarianos

Eu até coloquei no meu Facebook: "diga não à heterofobia". Porque o que estão sendo descriminalizados agora são os héteros. Eu não tenho coisa nenhuma contra a viadagem ou sapatão. Eu tenho amigos que são assim e eu me dou muito bem. Eu só não quero ver numa escola um babaca nu e a criancinha do lado tocando nele, isso sou contra.

Se estou numa parada dessa vou enfiar a porrada em todo mundo. Eu achei isso a maior covardia com a criança e com a família. O Bolsonaro também pensa como eu, só que muito mais brando.