Xuxa, Gugu, Luiz Bacci e Luciano Faccioli; relembre declarações polêmicas de Datena

Reprodução

Publicado em 02/10/2017 às 15:15:18 , atualizado em 02/10/2017 às 21:20:37

Por: Taty Bruzzi

No último sábado (30), os apresentadores Datena (Band) e Xuxa (Record TV) iniciaram uma briga nas redes sociais. Tudo começou depois que Joel Datena (filho de Datena) esteve à frente da edição do “Brasil Urgente” e disse que daria uma surra numa criança de 10 anos que pegou o carro do pai para dar uma volta e filmou tudo.

Na mesma hora, a apresentadora do “Dancing Brasil” usou sua conta no Facebook para criticar a fala do jornalista, ressaltando que sua opinião serve de incentivo à violência contra a criança e o adolescente.

Datena não deixou barato e defendeu o filho com um vídeo. Sem citar nomes, disse que uma das poucas vezes em que quis dar umas palmadas em Joel foi quando ele estava assistindo a uma garota de programa infantil na TV.

Depois, em desabafo exclusivo ao NaTelinha neste domingo (1º), o apresentador confirmou estar falando de Xuxa, a quem chamou de "imbecil" e que está numa "decadência absoluta". Suas declarações geraram comentários diversos.

Mas esta não foi à primeira vez na qual José Luiz Datena foi alvo de críticas ou dividiu opiniões. A seguir, destacamos sete  ocasiões em que o apresentador da Band foi protagonista de declarações polêmicas na TV.

Datena canta uma repórter ao vivo

Durante apresentação do “Brasil Urgente”, na Band, a repórter Bruna Drews relatava um crime cometido por amor quando Datena resolveu se insinuar para ela. Na ocasião, ela chegou a questioná-lo para saber se o apresentador sabia do que se tratava o “Golpe do Amor”. Em resposta, ele disse que era o “Tio Sukita” e ela é quem o estava paquerando. “Estou sendo cantado no ar. Se você aplicasse esse golpe do amor eu caía facinho”, falou.

Apresentador reclama do próprio trabalho estando no ar

Insatisfeito com seu programa na Band, em junho deste ano, o apresentador reclamou enquanto ainda estava no ar. “Eu queria fazer outras coisas. Eu disse ao meu filho [Joel Datena] para não fazer o 'Brasil Urgente'. Eu não gosto, notícias tristes. Mas tenho que fazer”.


publicidade

Ele aproveita seu espaço na rádio para criticar a atual situação do país: também em junho deste ano, durante a exibição de “90 minutos”, na Rádio Bandeirantes, Datena revelou que havia passado mal durante a noite e a culpa seria a falta de liberdade de expressão em seu programa. “Você não pode falar o que quer quando quer. Você fica engasgado com algumas coisas neste país, eu fico mesmo. E dificilmente calo a minha boca. Você não acredita em imprensa livre, porque não tem imprensa livre. Tem imprensa livre até a página 2”, desabafou.

Apresentador envia recado a suposto ladrão ironizando o valor do próprio relógio

Em maio, durante mais uma edição do “Brasil Urgente”, o polêmico apresentador mandou um recado para os supostos ladrões interessados em roubar o seu relógio: “Atenção, bandidos da região. Esse [relógio] não vale à pena roubar. É barato! Custa uns R$ 2,5 mil”, disse.

Datena alfineta executivo da Record TV em seu programa

Douglas Tavolaro, vice-presidente de Jornalismo da Record, foi criticado por Datena. O apresentador usou seu espaço no “Brasil Urgente” para alfinetar o executivo logo após a denúncia de uma conversa entre Tavolaro e o senador Aécio Neves (PSDB), grampeada pela Polícia Federal. O áudio deixa clara a iniciativa de se conseguir uma entrevista com o Presidente Michel Temer em troca de patrocínio da Caixa Econômica Federal. “Por esse Douglas eu não boto a mão no fogo nem um pouquinho, porque nunca gostei desse sujeito profissionalmente. Honestamente, acho que não tem caráter nenhum”.

Datena responde criticas de ex-colega de trabalho

Após ter sido alvo de críticas do jornalista Luiz Bacci durante sua participação no “Programa do Gugu”, Datena não poupou o ex-colega: “Calhorda, covarde, vagabundo, sem vergonha e que não assume os erros”, disparou o jornalista contra o "menino de ouro". O apresentador afirmou, ainda, que a saída do rapaz da Band ocasionou no desemprego de 50 pessoas. Além disso, disse que Bacci teria falado mal da ex-emissora e garantiu que o “Brasil Urgente” sempre apoiou o jornalista.

Não satisfeito, Datena ainda alfinetou Gugu e falou mal da Record. “Acho bom o Gugu parar de me encher o saco, o Bacci continuar a carreira dele e assumir os erros dele e a Record parar de me aporrinhar também porque eu não devo mais nada para a Record. Estou com saco cheio de levar porrada e ficar quieto desses imbecis que não merecem consideração nenhuma e não arcam com os erros que têm. Eu arco com todos os meus erros que eu tive até hoje”, retrucou.

Apresentador respondeu processo ao falar mal de religião

Em 2010, Datena relacionou a ocorrência de um crime hediondo ao suposto ateísmo do autor do homicídio. "Um sujeito que é ateu não tem limites e é por isso que a gente vê esses crimes aí”, afirmou. Na ocasião, o Ministério Público Federal chegou a entrar com uma ação contra o apresentador e a TV Bandeirantes. Em 2013, a Justiça Federal de São Paulo condenou a emissora a prestar esclarecimentos à população sobre a diversidade religiosa e a liberdade de consciência e de crença no Brasil. De acordo com o Juiz responsável pelo caso, as declarações do apresentador e do repórter Márcio Campos eram preconceituosas.

Datena x Luciano Faccioli

Em 2010, José Luiz Datena falou ao vivo no "Brasil Urgente" que considerava um grande erro da Bandeirantes contratar Luciano Faccioli. Ele chegou a esculachar o colega de profissão.

Datena acabou sendo processado por Faccioli e teve que pagar R$ 50 mil de indenização por decisão da Justiça.



TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade