Sky diz que está aberta a negociações, mas não participa de reuniões com a Simba

Procurada pelo NaTelinha, empresa emitiu um comunicado padrão

Foto/Ilustração

Publicado em 05/04/2017 às 15:31:36

Por: Fabrício Falcheti com Sandro Nascimento

No último domingo (2), o NaTelinha publicou uma entrevista exclusiva com Marco Gonçalves (foto/abaixo), executivo contratado para comandar a joint-venture Simba Content e tocar as negociações entre RecordTV, SBT e RedeTV! com as operadoras de TV por assinatura pelos seus sinais digitais.

A reportagem teve grande repercussão no mercado. Entre vários pontos, o representante teceu críticas incisivas sobre a Sky, que teria se recusado ao menos a conversar sobre o assunto. "O que a Sky ganha em brigar com aquele que quer prover conteúdo pra ela? O que a Sky consegue vender se não tiver conteúdo? Nada. Até porque a Sky é um dinossauro que vai deixar de existir, uma espécie em extinção", bradou.

O NaTelinha entrou em contato com a Sky para comentar as declarações. Porém, sua assessoria de imprensa retornou nesta quarta-feira (5) com uma resposta padrão, sem entrar no mérito das críticas e afirmando que está sim aberta a negociações - coisa que Marco Gonçalves disse não acontecer.

Confira a nota na íntegra:

"Com o encerramento do sinal analógico, e em cumprimento à Lei 12.485/11, a exibição dos canais abertos digitais depende de autorização de cada emissora. Record, SBT e Rede TV! não autorizaram a SKY a transmitir seus sinais. O desligamento desses canais já ocorreu em Brasília, Rio Verde, em outros municípios de Goiás e em algumas cidades do estado de São Paulo, seguindo cronograma nacional de digitalização que se estenderá até 2018.

Apesar de terem uma concessão gratuita, Record, SBT e Rede TV! desejam cobrar dos clientes pelo mesmo conteúdo de programação. Essa foi uma decisão unilateral da Simba, empresa que reúne as emissoras em questão. Embora discorde da cobrança, a SKY segue aberta às negociações, tendo como objetivo sempre preservar os direitos e interesses de seus assinantes.

A SKY tem acordo de distribuição dos canais de TV aberta Globo, BAND, TV Cultura, Ideal TV, TV Brasil, Canção Nova, Rede Vida, Rede Brasil, RCI, RIT, CNT, RBI e TV Aparecida, sem custo para seus clientes e seguirá transmitindo normalmente os mesmos após o desligamento do sinal analógico.

Neste momento a SKY está mobilizada para atender seus clientes e orientá-los sobre as formas de como continuar tendo acesso aos canais Record, SBT e Rede TV!".

Em tempo

A Simba Content tem marcada para esta quarta uma reunião com algumas operadoras para tentar um acordo. A Sky não estará presente. Por ora, o encontro será com representantes de Net, Claro e OiTV.



TAGS:

LEIA MAIS

COMENTÁRIOS