Reportar erro
Em 1999

Glenn Close diz que derrota de Fernanda Montenegro no Oscar foi injusta: "Não faz sentido"

Atriz revelou sua admiração pela brasileira

Glenn Close diz que derrota de Fernanda Montenegro no Oscar foi injusta: "Não faz sentido"
Glenn Close elogiou Fernanda Montenegro - Foto: Montagem

Redação NT

Publicado em 24/11/2020 às 14:53:00

Glenn Close elogiou a atuação de Fernanda Montenegro em Central do Brasil (1998) e lamentou a derrota da brasileira no Oscar 1999, na categoria de Melhor Atriz. A artista norte-americana confessou que ficou surpresa com o fato de Gwyneth Paltrow ter sido a escolhida naquele ano. O posicionamento repercutiu nas redes sociais e internautas concordaram com a opinião dela.

“Honestamente, eu nunca entendi como é possível comparar atuações. Eu lembro aquele ano em que Gwyneth Paltrow ganhou daquela atriz incrível de Central do Brasil. Eu pensei o quê? Isso não faz sentido”, disse Glenn. Na ocasião Paltrow venceu o principal prêmio do cinema por Shakespeare in Love (1998).

Além de Fernanda e Gwyneth, estavam concorrendo na categoria Melhor Atriz Cate Blanchett, Meryl Streep e Emily Watson. Na época, tratava-se como uma missão difícil para a brasileira por não ser tão conhecida quanto as suas concorrentes, mas os críticos apontavam que não era impossível Montenegro levar a estatueta.

Já Gleen Close é uma das maiores atrizes do cinema dos Estados Unidos. Ela recebeu sete indicações ao Oscar ao longo da sua carreira – tanto em Melhor Atriz quanto Melhor Atriz Coadjuvante. Porém, apesar de ser uma das queridas da crítica especializada, nunca levou o prêmio para casa.

No ano passado, Gleen foi indicada por sua atuação no filme A Esposa. Agora ela tem divulgado seu novo trabalho, Era uma vez um sonho, que está em cartaz e faz parte do catálogo da Netflix. A atriz está sendo cotada para concorrer ao Oscar 2021, assim como sua colega de longa, Amy Adams.

Fernanda Montenegro e o Oscar

Fernanda Montenegro protagonizou o filme Central do Brasil e ganhou prestígio internacional por conta da sua atuação. Além da indicação ao Oscar, ela também foi nomeada no Globo de Ouro. A brasileira venceu o Festival de Berlim, Festival de Havana, Los Angeles Film Critics Association Award, o National Board of Review Award, entre outros.

O longa de Walter Salles conseguiu ser destaque nos discursos internacionais e garantiu sua vaga no principal prêmio do cinema mundial. Apesar de ter vencido o Globo de Ouro como Melhor Filme Internacional, não conseguiu levar o Oscar, perdendo para A Vida é Bela (1997).

Mais Notícias