The Handmaid's Tale?

Bolsonaro quer transformar TV aberta em 'casa dos evangélicos'

Projeto de Lei já está na Câmara para votação


Jair Bolsonaro sentado, durante entrevista
Bolsonaro quer transformar TVs do Brasil em evangélicas - Foto: Reprodução/Record
Por Daniel César

Publicado em 23/03/2022 às 20:12:46,
atualizado em 23/03/2022 às 20:44:42

O presidente Jair Bolsonaro parece decidido a conquistar o apoio de todos os evangélicos, já que pesquisas recentes mostram o enfraquecimento de sua campanha neste segmento. Para isso, ele está apoiando a aprovação de um Projeto de Lei que visa liberação de diversos sinais de TV aberta para Igrejas, peças-chave para a tentativa de reeleição no mês de outubro. O mandatário conta com o apoio do presidente do Congresso, o deputado federal Arthur Lira, que vem tocando as negociações.

Segundo apurou o NaTelinha, a ideia é liberar 25 novos canais de TV aberta para diferentes agremiações evangélicas, que estão pressionando por mais espaço na televisão. Como se trata de uma concessão pública, pastores conversaram pessoalmente com o presidente para tentar apressar a aprovação do Projeto. A PL deve ser votada entre esta quinta-feira (23) em primeiro turno e pode virar lei ainda no mês de março, caso tenha sucesso no Senado.

A PL foi sugerida por um deputado evangélico e ligado à Assembleia de Deus, maior igreja do país e que reúne cerca de 3 milhões de membros. Pelo projeto, por conta da Covid-19, seria liberado a outorga de 25 canais de TV a cabo para virarem TV aberta, ou seja, alcançando praticamente todos os aparelhos do país.

Bolsonaro e os evangélicos

Bolsonaro quer transformar TV aberta em

"Desde 2011 nenhuma autorização foi renovada, sendo que várias empresas foram obrigadas a encerrar suas atividades e outras assim serão à medida que se aproxima o término da vigência da autorização do uso de radiofrequência de todas as empresas”, diz trecho do projeto a que o NaTelinha teve acesso.

Nas negociações, Bolsonaro teria a garantia de que transformar esses canais UHF em formato de TV aberta permitira que os pastores utilizassem o alcance dessas emissoras como forma de palanque para defender pautas que estão no radar da campanha bolsonarista.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias