Reportar erro
Novos ventos

O que pode mudar na Netflix com a saída da chefona de dramaturgia?

Empresa quer um perfil com conhecimento artístico

O que pode mudar na Netflix com a saída da chefona de dramaturgia?
Netflix Brasil terá mudança de perfil - Foto: Divulgação

Daniel César

Publicado em 03/03/2021 às 05:45:00,
atualizado em 03/03/2021 às 10:24:18

A saída de Maria Angela de Jesus da Netflix Brasil depois de quatro anos como diretora de dramaturgia da plataforma não é apenas o fim de uma relação que já vinha encontrando diversos ruídos nos últimos tempos. Mais do que isso, representa novos ares no serviço de streaming que mudará completamente sua estratégia na produção audiovisual no país nos próximos tempos.

Segundo apurou o NaTelinha, a situação de Maria Angela ficou insustentável depois que ela perdeu poder e não respondeu por uma série de decisões na plataforma. Ela ficou responsável apenas por drama nos últimos tempos e mesmo assim conseguiu aprovar produtos importantes como Bom Dia Verônica. Embora Cidade Invisível seja da gestão dela, a aprovação não passou pelo seu crivo, já que foi negociado diretamente com a sede americana.

Anunciada com exclusividade pelo NaTelinha, a saída de Maria Angela de Jesus foi definida na última segunda-feira (1º) e a plataforma está no mercado em busca de uma substituta. Fez parte da decisão o fato da ex-diretora ter dado de ombros para a ordem que vinha recebendo desde 2019 em produzir telenovelas nacionais. O desejo do serviço nunca foi colocado em prática por resistência dela que chegou a receber novelistas, mas todos saíram com má impressão das reuniões.

Isso não significa, no entanto, que a executiva saiu pela porta dos fundos, ao contrário. A reportagem apurou que ela é muito querida pela equipe de trabalho e tem trânsito livre tanto com o vice-presidente de conteúdo original para a América Latina, Francisco Assis, quanto pelos executivos americanos. Ela teria, inclusive, recebido proposta para desenvolver um projeto para a Netflix em outro país, mas acabou declinando.

Os novos rumos da Netflix

Com o assunto Maria Angela sendo tratado como página virada, a empresa passa agora a procurar um executivo que tenha o perfil de mercado para o novo momento da plataforma no Brasil. Isso significa alguém que tenha a mentalidade aberta para dialogar com autores de novelas, pois elas serão o principal alvo do serviço no médio prazo, como confirmou Francisco para o NaTelinha em entrevista exclusiva.

E mal houve o anúncio da saída diversos boatos sobre nomes começaram a circular nos bastidores do mercado, mas nenhum deles foi confirmado pela plataforma. Em conversa com algumas pessoas ligadas à empresa, a reportagem apurou que a Netflix está no mercado e conversa com várias pessoas de diferentes perfis, que variam entre executivos experientes e até profissionais ligados ao artístico.

Netflix não tem veto

Um dos maiores vetos estabelecidos pela ex-diretora - a profissionais saídos da Globo - caiu. Se Maria Angela não demonstrava boa vontade com autores e produtores que vinham da emissora carioca, a ordem agora é justamente o oposto. Embora não seja regra, a chance de um nome que tenha trabalhado na Globo assumir a função é alta.

Sem citar nomes, uma fonte confirmou que a Netflix quer alguém que domine completamente o universo de dramaturgia, seja séries ou novelas, isso inclui desde a aprovação do projeto até o orçamento e escolha de elenco. É possível que o nome escolhido surpreenda o mercado. Não há prazo para o anúncio oficial, mas a intenção é de que ocorra o mais rápido possível.

 

Mais Notícias