Crise na Globo

Ex-Rádio Globo detona diretor que levou Otaviano, Galisteu e Maju: "um desvairado"

Roberto Canazio comentou nova reformulação da Rádio Globo

Ex-Rádio Globo detona diretor que levou Otaviano, Galisteu e Maju:
Apresentadores da Globo foram desligados da rádio em mais uma reformulação - Fotos: Divulgação

Daniel César
i

Daniel César

Daniel César é jornalista formado, pós-graduado em linguística e em roteiro de televisão, com mestrado em Literatura. Trabalha com o universo da televisão desde 2010 e já fez cursos de dramaturgia com nomes como Carlos Lombardi e Thelma Guedes.

Publicado em 31/05/2019 às 12:30:34 Atualizado em 31/05/2019 às 13:39:13

Ex-locutor da Rádio Globo e atualmente na Rádio Sul América Paradiso FM, Roberto Canazio aproveitou seu programa "Manhã Paradiso" na última quinta-feira (30), para comentar a nova onda de demissões que marcou sua antiga emissora e que pegou muita gente desprevenida.

Para Roberto, as saídas são apenas consequências dos equívocos que a direção da Rádio Globo cometeu nos últimos tempos. "De repente falaram que precisava mudar tudo e que a Rádio precisava ser um braço da televisão", explicou o radialista durante seu desabafo.

Em um comentário de mais de seis minutos (ouça no final da reportagem), Canazio relembrou o momento em que foi desligado da empresa do Grupo Globo. Ele apresentou diversos programas na emissora durante 12 anos, até fevereiro deste ano, quando não teve seu contrato renovado.

"Resolveram mudar um programa que era ouvido por 400 mil pessoas por minuto falando que o faturamento não era o ideal", lamentou o radialista. "Acharam que contratar televisivos iria resolver. Como se televisivos fossem aceitos pelo público de rádio", decretou.

Mesmo sem citar nomes, Canazio se referiu a Maju Coutinho, Otaviano Costa, Fernanda Gentil e Adriana Galisteu, profissionais de televisão que ganharam programas na Rádio Globo  na reformulação criada nos últimos tempos e que transformou o dial numa espécie de braço da TV Globo. Neste ponto, o profissional fez questão de colocar um adendo e explicar que não tem nada contra os profissionais de TV: "Tenho certeza que são ótimos na televisão, mas não são do rádio".

Ainda durante os comentários, o titular do "Manhã Paradiso" não perdeu a oportunidade de detonar um dos diretores da Rádio Globo,  sem citar nominalmente."Ele olhava para radialista como se olhasse para um extraterrestre", bradou, e ainda disse mais: "Agora ele vai embora carregando consigo uma história de fracasso".

Canazio lembrou que sempre apoiou as empresas onde trabalhou, mas sentenciou: "É duro você vestir a camisa de um time e chegar um desvairado e resolver mudar tudo isso e achar que você é culpado e que tem que fazer sem você. Não é raiva, é tristeza. Não tenho rancor, mas tenho mágoa".

O NaTelinha apurou que ele se refere a Júlio Pedro, diretor  da Rádio Globo que foi contratado para reformular toda a programação da emissora e que, agora, será desligado do grupo após o término da reformulação anunciada nessa semana.  Partiu de Julio Pedro a iniciativa de levar nomes da TV Globo para o rádio.

Crise na Globo

A Rádio Globo demitiu nesta semana uma série de artistas oriundos da televisão e que apresentavam programas na emissora. Tiveram seus contratos encerrados nomes como Maju Coutinho, Otaviano Costa, Fernanda Gentil e Adriane Galisteu. Como antecipado na última quinta-feira (30), Padre Marcelo Rossi também deixou o grupo.

Em documento que a reportagem teve acesso, o diretor geral, CEO, do SGR,  Marcelo Soares, agradece a todos pelo trabalho desenvolvido até então e anuncia que a nova liderança da rádio será Jona Vilandez,  que já dirige a BHFM e vai acumular as funções, já que as duas pertencem ao mesmo grupo. A ideia é fazer da estação de Belo Horizonte um  referência para a nova Rádio Globo.

No comunicado interno, a cúpula da emissora informou que, a partir de agora, irá explorar o filão de música e esporte, sem entrar em maiores detalhes. 

O NaTelinha apurou que a crise interna da emissora do Grupo Globo chegou a tal patamar que em São Paulo conta com apenas dois operadores de áudio trabalhando, enquanto no Rio de Janeiro ao menos um profissional foi demitido.

Além disso,a estação demitiu profissionais da área administrativa, entre diretores financeiros, de marketing e até na área da Tecnologia da Informação.

Procurada, a assessoria de imprensa da Rádio Globo enviou o seguinte comunicado: "sempre buscando atender a demanda dos nossos ouvintes, a Rádio Globo vai iniciar um novo projeto de programação. A partir de 15 de julho, a emissora passa a concentrar seu conteúdo em música popular. As transmissões de jogos de futebol continuam na grade, bem como o programa Globo Esportivo.   Temos grande respeito e admiração por esses profissionais que estiveram com a Rádio Globo nesse projeto ao longo dos últimos dois anos. A maioria dos contratos estava já no período final, com término entre maio e junho, e alguns nomes foram generosos inclusive aceitando uma prorrogação por 30 dias para manter o programa até fim de junho. Os poucos que ainda tinham contrato vigente aceitaram em comum acordo pelo encerramento.

Ouça o desabafo de Roberto Canazio:


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!