Reportar
erro
Noivos

Lula revela planos de casamento, se diz apaixonado e assume: "Vou fazer a campanha feliz"

O político namora Rosângela Silva, a Janja, há quatro anos


Janja e Lula abraçados e sorrindo em foto em que aparece a Lua na praia
Janja e Lula em clique romântico - Reprodução/Instagram
Por Redação NT

Publicado em 11/05/2022 às 14:21:09,
atualizado em 11/05/2022 às 14:22:26

Lula se derreteu ao falar de Rosângela Silva, a Janja, com quem namora há quatro anos, em uma entrevista à revista Time. O pré-candidato à Presidência da República falou sobre o romance e ainda admitiu que a boa fase no amor influencia em sua trajetória política. "Estou apaixonado como se eu tivesse 20 anos de idade, como se fosse minha primeira namorada. Vou casar da forma mais tranquila possível e vou fazer a campanha feliz", admitiu o veterano.

Para a mesma publicação, o político relatou o que a noiva provocou em sua vida e lembrou de como se sentiu após a morte de Marisa Letícia (1950-2017), com quem foi casado por 43 anos. "Aprendi que quando você perde a tua mulher e você pensa que a vida não tem mais sentido, quando você pensa que tudo acabou, aparece uma pessoa que começa a dar sentido à vida outra vez", derreteu-se.

O romance de Lula e Janja começou em 2018, mas as informações são de que os dois se conhecem desde os tempos das caravanas da cidadania, na década de 90. Enquanto o petista estava preso na sede da Superintendência da Polícia Federal, a socióloga o visitou frequentemente, passando também a fazer postagens em apoio ao amado nas redes sociais. O casal começou a morar junto em 2019, quando Lula deixou a prisão.

Netflix aposta em vitória de Lula e mantém investimento no Brasil

Lula revela planos de casamento, se diz apaixonado e assume: \"Vou fazer a campanha feliz\"

Netflix aposta que Lula deve vencer as eleições 2022. E trata-se de uma informação repassada dos executivos brasileiros para os chefões da plataforma de streaming nos EUA, a fim de justificar a manutenção dos investimentos de conteúdo original no país a partir de 2023, graças a uma possível cambalhota que o setor cultural no país tomará a partir de um novo modelo do governo federal.

O NaTelinha apurou que após os resultados ruins do trimestre da Netflix, houve uma decisão universal de corte de custos e mudança de postura em relação ao conteúdo original. A ordem de cima é que deve-se apostar apenas no que dá resultado, tanto de audiência quanto na busca por novos assinantes e o Brasil não está fora deste formato. A previsão inicial era de que a empresa pisaria nos freios e produções já aprovadas seriam interrompidas, embora muitas já confirmadas este ano. 

Porém, coube a equipe de executivos da Netflix Brasil analisar a situação e encontrar mecanismos para evitar a perda de assinantes, que já se acumula também no país. Diante deste cenário, os executivos conversaram com produtores, conforme apurou a reportagem, para verificar em que pé está o cenário nacional e a resposta foi pouco animadora, já que tem sido difícil conseguir liberação de fomento à Cultura por parte do governo federal.

A situação delicada, segundo executivos confessaram ao NaTelinha sob a condição de anonimato, impediu que novos projetos fossem feitos, mesmo no período de pandemia. Um deles explicou que a Covid-19, de fato, fez com que a plataforma pisasse nos freios para o conteúdo original no Brasil, mas os lançamentos seriam maiores caso houvesse apoio do governo para os projetos.

Os executivos do serviço de streaming encomendaram uma projeção para uso interno a fim de verificar a probabilidade do resultado das eleições 2022.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos