Fase difícil

Calcinha Preta terá psicólogos em volta aos palcos sem Paulinha Abelha

Os vocalistas da banda de forró ainda estão muito abalados pela perda da amiga


Bell Oliver, Silvânia Aquino e Daniel Diau em foto de divulgação do Calcinha Preta
Bell Oliver, Silvânia Aquino e Daniel Diau seguem nos vocais do Calcinha Preta - Instagram/Divulgação

A banda Calcinha Preta fará seu retorno aos palcos na próxima sexta-feira (11), em Mata Roma, no Maranhão. Essa será a primeira apresentação do grupo de forró sem Paulinha Abelha (1978-2022), que morreu no último dia 23, após diversas complicações de saúde que a levaram a ficar em coma. Felipe Marques, empresário da banda, falou que a preparação para a retomada dos trabalhos não está sendo fácil. "Estamos sentindo os cantores e falando sobre os sentimentos. Eles terão um acompanhamento com psicólogos. A gente sabe que o primeiro show será o mais difícil. Não dá para marcar uma data sem saber se a voz vai sair, se eles estarão descansados. A vida tem que continuar, é assim que se ameniza a dor", disse, em entrevista ao Jornal Extra.

Ainda neste mês de março, o Calcinha Preta lançará um DVD com registros de um show realizado em dezembro, em Belém, no Pará. "Confesso que tem sido muito difícil revisitar essas imagens. Quando cheguei ao estúdio, me deu vontade de chorar. Paulinha estava tão linda nesse dia. A ficha ainda não caiu. Mas me seguro, pois sei que preciso finalizar esse trabalho para continuar o legado dela", comentou ele, acrescentando ainda que o projeto já tinha planos de ser lançado, antes mesmo da perda da cantora.

O empresário ainda falou sobre como os colegas de banda de Paulinha estão lidando com tudo o que aconteceu. "Cada um tem sentido o luto de uma forma. Para mim, por exemplo, é como se “minha irmã” tivesse ido viajar para bem longe, mas uma hora ela vai voltar. Daniel fala o tempo todo que a ficha não caiu. Silvânia, pelo amor de Deus, não está conseguindo dormir há dias", lamentou.

Paulinha Abelha não será substituída no Calcinha Preta

Para a mesma publicação, Felipe Marques comentou a decisão de não substituir Paulinha Abelha nos vocais do Calcinha Preta. "Ela é insubstituível. Quando assumimos o controle da banda, em 2018, o Calcinha Preta passava por uma crise, e a gente fez tudo para trazer de volta os nomes que eram a cara do grupo. Primeiro, veio Daniel e já causou um rebuliço. Mas quando voltaram Paulinha e Silvania, aí foi o estouro. Paulinha não era só a voz, mas também o carisma, a personalidade da banda. Nos shows, falava com o público. Nas relações com a imprensa, ela é quem dava as caras", lembrou.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos